fbpx
O maior canal de informação do setor

Farmacêuticas pedem melhor distribuição de doses de vacinas

245

Farmacêuticas pedem melhor distribuição de doses de vacinas

As principais organizações da indústria farmacêutica mundial pediram, nesta quarta-feira (19), que “sejam intensificadas a troca responsável de doses” de vacinas contra a covid-19 em todo mundo, estimando que a produção será suficiente para “vacinar a população adulta mundial” até o fim do ano. As informações são do jornal Estado de Minas.

Em comunicado, as principais associações profissionais do setor, com sede na Europa e nos Estados Unidos (IFPMA, PhRMA, EFPIA, ABPI, Vacinas Europa,BIO, ICBA) informaram que “atualmente, as vacinas contra a covid-19 não atingem todas as populações prioritárias do mundo de forma equitativa. Fabricantes, governos e ONGs devem trabalhar juntos para adotar medidas urgentes para fazer frente a esta desigualdade”.

Estas associações estimam que poderão produzir 11 bilhões de doses de vacinas até o fim de 2021, contra 2,2 bilhões no final de maio – o suficiente para “vacinar a população adulta mundial”.

Para “intensificar uma distribuição responsável das doses”, este grupo estimula especialmente os governos abastecidos com vacinas a compartilharem “uma parte significativa de suas doses”, por meio do dispositivo Covax Facility. Este mecanismo se destina a abastecer os países desfavorecidos.

Para acelerar a produção de vacinas, as “barreiras comerciais” sobre as “matérias-primas – ingredientes essenciais para a fabricação -” devem ser “eliminadas”, e os deslocamentos de uma “mão de obra qualificada”, priorizados, demandam estas organizações.

Ainda há uma grave escassez de vacinas contra a covid-19, devido à produção insuficiente e o sistema internacional Covax está longe de atingir seus objetivos. Esperava-se que, até o final do ano, 20% da população dos países participantes estivesse imunizada. Em junho, porém, haverá um déficit de aproximadamente 190 milhões de doses. A meta de 20% “está em risco”, advertiu Bruce Aylward, responsável pela Covax na Organização Mundial da Saúde (OMS), nesta segunda-feira (17).

Fonte: Redação Panorama Farmacêutico


Cadastre-se para receber os conteúdos também no WhatsApp  e no Telegram

Jornalismo de qualidade e independente
Panorama Farmacêutico tem o compromisso de disseminar notícias de relevância e credibilidade. Nossos conteúdos são abertos a todos mediante um cadastro gratuito, porque entendemos que a atualização de conhecimentos é uma necessidade de todos os profissionais ligados ao setor. Praticamos um jornalismo independente e nossas receitas são originárias, única e exclusivamente, do apoio dos anunciantes e parceiros. Obrigado por nos prestigiar!

Leia também: https://panoramafarmaceutico.com.br/2021/05/18/pague-menos-compra-extrafarma-por-r-600-milhoes/

Cadastre-se para receber os conteúdos também no WhatsApp  e no Telegram

Jornalismo de qualidade e independente O Panorama Farmacêutico tem o compromisso de disseminar notícias de relevância e credibilidade. Nossos conteúdos são abertos a todos mediante um cadastro gratuito, porque entendemos que a atualização de conhecimentos é uma necessidade de todos os profissionais ligados ao setor. Praticamos um jornalismo independente e nossas receitas são originárias, única e exclusivamente, do apoio dos anunciantes e parceiros. Obrigado por nos prestigiar!
Você pode gostar também

Esse site utiliza cookies para aprimorar sua experiência de navegação. Mas você pode optar por recusar o acesso. Aceitar Consulte mais informação