Fique por dentro dos principais FATOS e TENDÊNCIAS que movimentam o setor

Goiás quer atrair farmacêutica chinesa para o Centro-Oeste

Acompanhe as principais notícias do dia no nosso canal do Whatsapp

Farmacêutica chinesa
Foto: Canva

Atrair a indústria farmacêutica chinesa para o Centro-Oeste é um dos objetivos do governo de Goiás. A ideia é implementar um laboratório em Anápolis (GO), em parceria com a Universidade de Medicina Chinesa de Hebei.

Para as negociações, Joel Braga Filho, secretário de Indústria, Comércio e Serviços, se reuniu com Gao Wijuan, presidente da universidade, e Li Yongmin, vice-presidente. Atualmente, a instituição conta com três escolas secundárias, quatro hospitais afiliados e 14 centros de pesquisa de diferentes portes.

A faculdade já mantém uma parceria com a Universidade Federal de Goiás (UFG) desde 2019. Por meio do trabalho conjunto, foi criado um instituto que oferece aulas sobre a cultura e língua do país, além de ensinar também a medicina tradicional da China.

Farmacêutica chinesa também está de olho no Brasil 

Enquanto o governo goiano tenta levar a indústria farmacêutica chinesa para o Centro-Oeste, o Nordeste brasileiro já está em tratativas avançadas com a Tonghua Dongbaou Pharmaceutical, que inaugurará uma planta na Paraíba.

Em outubro, após o anúncio do projeto, a companhia recebeu uma delegação brasileira em suas instalações na província de Jilin. Estiveram presentes o vice-governador do estado, Lucas Ribeiro, e outros membros do governo paraibano.

A delegação pôde conhecer os bastidores da fabricante, como seus laboratórios, linhas de produção e espaços destinados a pesquisa e estudo de novos fármacos. “Tenho certeza de que será uma colaboração muito proveitosa, que garantirá avanços na nossa indústria farmacêutica, beneficiando diretamente a saúde dos paraibanos”, comentou Ribeiro.

Notícias Relacionadas

plugins premium WordPress
error: O conteúdo está protegido !!