O maior canal de informação do setor

Grupo Novartis e instituições americanas de ensino se unem em prol da equidade racial na saúde

484

A cocriação de programas raciais no setor da saúde trará mais diversidade, equidade e inclusão inclusive no ecossistema de pesquisa e desenvolvimento

 Globalmente, a Novartis e a Fundação Novartis EUA anunciaram colaboração planejada em 10 anos para cocriar programas que abordem causas básicas de racismo que reforçam resultados injustos no setor de saúde, e assim trazer maior diversidade, equidade e inclusão em todo o ecossistema de pesquisa e desenvolvimento.

Entre as instituições colaboradoras estão a Coursera, Associação Médica Nacional (EUA), o Thurgood Marshall College Fund, a Morehouse School of Medicine e outras 26 faculdades historicamente negras, Universidades e Escolas médicas (HBCUs).

A Fundação Novartis EUA também planeja investir mais de US$ 13 milhões para estabelecer três centros de pesquisa para aumentar a diversidade entre pesquisadores e participantes de ensaios clínicos. Esse trabalho visa melhorar o acesso à educação de alta qualidade, tecnologia, resultados em saúde e empregos, e encontrar soluções para questões ambientais e climáticas que afetam desproporcionalmente a saúde em regiões com a população predominantemente negra.

Durante um período inicial de dez anos, a colaboração se concentrará em quatro áreas-chave, como a de habilitar a próxima geração de líderes negros e afro-americanos, de apoiar o estabelecimento de centros de excelência clínicas habilitados digitalmente, de pesquisar e validar os padrões de dados existentes que impulsionem o diagnóstico, e de estabelecer centros de pesquisa digitalmente habilitados sobre o impacto do meio ambiente e as mudanças climáticas na saúde.

“Na Novartis, vislumbramos um mundo com equidade em saúde para todos. Temos o compromisso de criar um ambiente diversificado e inclusivo, onde todos tenham as mesmas oportunidades. E ao identificarmos que, assim como não há uma única causa por trás do racismo no setor da saúde, também não há uma única solução para este desafio, e por isso é tão necessária a união do Grupo Novartis com essas instituições, para enfim diminuir a desigualdade racial no setor”, complementa Nicolas Franco, líder de P&O da Novartis Brasil.

Fonte: Portal 2 MAIS FARMA

Leia também: https://panoramafarmaceutico.com.br/nortec-aposta-em-oncologicos-para-reforcar-producao-de-ifa-nacional/

Você pode gostar também

Esse site utiliza cookies para aprimorar sua experiência de navegação. Mas você pode optar por recusar o acesso. Aceitar Consulte mais informação