fbpx
O maior canal de informação do setor

Hypera Pharma conclui compra de portfólio da Takeda

3.477

Hypera Pharma conclui compra de portfólio da Takeda

Agora é oficial. Depois de uma novela de quase um ano, a Hypera Pharma concluiu a compra do portfólio de OTC da Takeda. A transação girou em torno de US$ 825 milhões e é a maior da história da indústria farmacêutica no país, o que coloca a companhia brasileira na liderança do segmento de Consumer Health, com market share de 20%.

Com a operação, a Hypera Pharma incorpora ao seu portfólio marcas como Eparema, Nebacetin e Neosaldina. A farmacêutica passa a deter duas das três maiores linhas de medicamentos OTC – Neosaldina e a família formada por Buscopan, Buscofem e Buscoduo. Esta última foi adquirida da Boehringer Ingelheim em setembro do ano passado por US$ 800 milhões. De acordo com a IQVIA, a demanda sell-out da companhia está estimada em R$ 5,8 bilhões.

“O negócio está diretamente alinhado à estratégia de fortalecer nossa presença em todos os segmentos relevantes do canal farma”, comenta o CEO Breno Oliveira. Os medicamentos isentos de prescrição (MIPs) da Takeda permitem que a farmacêutica brasileira estreie na categoria de diabetes, com a marca patenteada Nesina, e ganhe representatividade em áreas como cardiologia, endocrinologia e gastroenterologia.

Longas negociações

O primeiro anúncio da aquisição ocorreu em março de 2020, após uma intensa disputa envolvendo concorrentes como a EMS. A compra englobava todos os MIPs da Takeda na América Latina. No entanto, a Hypera Pharma já previa a intervenção do Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade) pelo fato de contar com a Doralgina no portfólio.

A partir de então, a companhia teve de se movimentar para atender às exigências do órgão antitruste. Se desfez das marcas da farmacêutica japonesa fora do Brasil e as negociou com a Eurofarma. Também comunicou a venda da Xantinon para a União Química.

A categoria de OTC da Takeda registrou, em 2019, receita líquida de R$ 900 milhões, sendo que o Brasil responde por 83% desse total.

Fonte: Redação Panorama Farmacêutico


Cadastre-se para receber os conteúdos também no WhatsApp  e no Telegram

Jornalismo de qualidade e independente
Panorama Farmacêutico tem o compromisso de disseminar notícias de relevância e credibilidade. Nossos conteúdos são abertos a todos mediante um cadastro gratuito, porque entendemos que a atualização de conhecimentos é uma necessidade de todos os profissionais ligados ao setor. Praticamos um jornalismo independente e nossas receitas são originárias, única e exclusivamente, do apoio dos anunciantes e parceiros. Obrigado por nos prestigiar!

Leia também: https://panoramafarmaceutico.com.br/2021/01/28/visiott-apresenta-solucoes-de-inspecao-para-atender-rdc-301/

 

Cadastre-se para receber os conteúdos também no WhatsApp  e no Telegram

Jornalismo de qualidade e independente O Panorama Farmacêutico tem o compromisso de disseminar notícias de relevância e credibilidade. Nossos conteúdos são abertos a todos mediante um cadastro gratuito, porque entendemos que a atualização de conhecimentos é uma necessidade de todos os profissionais ligados ao setor. Praticamos um jornalismo independente e nossas receitas são originárias, única e exclusivamente, do apoio dos anunciantes e parceiros. Obrigado por nos prestigiar!
Você pode gostar também

Esse site utiliza cookies para aprimorar sua experiência de navegação. Mas você pode optar por recusar o acesso. Aceitar Consulte mais informação