O maior canal de informação do setor

Laboratórios do agro serão incluídos na produção de vacinas, diz Queiroga

243

O ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, disse nesta 3ª feira (8.jun.2021) que os laboratórios ligados ao agronegócio estão incluídos na estratégia do Ministério da Saúde para produção de vacinas anticovid. A informação foi divulgada em seu 2º depoimento à CPI (Comissão Parlamentar de Inquérito) da Covid no Senado.

‘Há 1 projeto de lei de autoria do Senador Wellington Fagundes que visa que os parques de vacinação animal sejam aplicáveis para a vacina de humanos. Eu visitei um desses parques, é uma estrutura muito consistente e, desde que do ponto de vista sanitário isso seja possível, é uma excelente alternativa. Esses parques podem produzir até 5 milhões de doses de vacinas por dia, e aí o Brasil teria uma tranquilidade em relação à vacina, até para ajudar os países da América Latina, porque têm muitos países que fazem fronteiras aqui conosco, Venezuela, etc’, disse.

Procurada pelo Poder360, a pasta não informou mais detalhes sobre o uso dos laboratórios animais para ampliação da produção de vacinas anticovid.

O ministro destacou o projeto de lei 1343 de 2021, do senador Wellington Fagundes (PL-MT), que autoriza laboratórios veterinários a produzirem vacinas contra o coronavírus.

O texto está em análise pela Câmara dos Deputados e deve ser votada ainda nesta depois. Depois, ira à sanção presidencial.

Mesmo se o projeto receber o aval do Congresso, a produção só poderá ser iniciada com a Certificação de Boas Práticas concedida pela Anvisa (Agência de Vigilância Sanitária).

INTERESSE

No dia 21.mai.2o21, Queiroga visitou, em Cravinhos, no interior de São Paulo, o laboratório Ourofino, que produz insumos farmacêuticos.

A fábrica, que produz vacinas para animais, possui ‘grande potencial’ para a produção de imunizantes contra o coronavírus, segundo o Ministério da Saúde. Ela depende, no entanto, de transferências de tecnologia.

O local tem estrutura de 180 mil m² e produz mais de 80 milhões de doses de imunizantes contra febre aftosa por ano. O ministro foi acompanhado da ministra da Secretaria de Governo, Flávia Arruda, e do senador Wellington Fagundes (PL-MT).

Fonte: Poder 360

Veja também: https://panoramafarmaceutico.com.br/novas-tecnologias-aceleram-producao-de-vacinas-e-medicamentos/

Você pode gostar também

Esse site utiliza cookies para aprimorar sua experiência de navegação. Mas você pode optar por recusar o acesso. Aceitar Consulte mais informação