fbpx

Mulher desenha ‘X’ vermelho na mão e pede ajuda em farmácia de Rio dos Cedros

Uma mulher de 40 anos conseguiu pedir socorro em uma farmácia após sofrer ameaças do marido. A vítima desenhou um “x” vermelho em sua mão e alertou os atendentes do estabelecimento, que acionaram a Polícia Militar (PM). O caso ocorreu na sexta-feira, dia 2 de julho, no Centro de Rio dos Cedros.

Veja também: Farmácia Indiana abre vagas de emprego em Muriaé, Ipatinga, Carangola, Ubá e Visconde do Rio Branco

De acordo com a PM, ao chegar no local, foi conversado com a vítima que se encontrava juntamente com sua filha de 10 anos. Ela relatou que seu companheiro estaria no interior de um veículo estacionado próximo e que a teria a agredido e ameaçado de morte, dizendo que iria matar toda a família.

Siga nosso Instagram

A mulher ainda informou a guarnição que o companheiro possuía uma arma de fogo escondida no interior da residência e que com frequência faz uso da mesma para intimidar a vítima. Os policiais militares juntamente com a solicitante, localizaram a arma de fogo, uma espingarda Boito, calibre .32, com 13 munições.

O agressor não foi localizado naquele momento, porém uma medida protetiva de urgência será emitida pelo Poder Judiciário para segurança da vítima.

Campanha Sinal Vermelho

Em junho do ano passado, foi criada a Campanha Sinal Vermelho contra a Violência Doméstica, onde vítimas podem chegar em um farmácia e mostrar um “x” feito com qualquer material na palma de sua mão ou em um pedaço de papel, para fazer uma denúncia. O atendente fará contato com a Polícia Militar para informar sobre a denúncia.

Dois meses depois, o Governo Estadual sancionou a Lei 17.985/20, que autoriza os atendentes de farmácias e drogarias a receberem denúncias de violência doméstica e familiar contra a mulher que poderá ser feita de forma presencial ou por telefone, sendo que o profissional deverá pegar os dados da pessoa, como nome, endereço e número de telefone.

Quando não for possível haver menção expressa da denúncia, deverá ser utilizada a frase de passe “Preciso de Máscara Roxa”. Ao ser mencionada a frase de passe pelo cliente, o funcionário do estabelecimento deverá informar à pessoa que o produto não está disponível e fazer a comunicação imediata às autoridades.

Fonte: Jornal do Médio Vale

Cadastre-se para receber os conteúdos também no WhatsApp  e no Telegram

Jornalismo de qualidade e independente O Panorama Farmacêutico tem o compromisso de disseminar notícias de relevância e credibilidade. Nossos conteúdos são abertos a todos mediante um cadastro gratuito, porque entendemos que a atualização de conhecimentos é uma necessidade de todos os profissionais ligados ao setor. Praticamos um jornalismo independente e nossas receitas são originárias, única e exclusivamente, do apoio dos anunciantes e parceiros. Obrigado por nos prestigiar!
Notícias relacionadas

Esse site utiliza cookies para aprimorar sua experiência de navegação. Mas você pode optar por recusar o acesso. Aceitar Consulte mais informação

viagra online buy viagra