Fique por dentro dos principais FATOS e TENDÊNCIAS que movimentam o setor

Tipos de alopecia e como lidar com cada situação

Acompanhe as principais notícias do dia no nosso canal do Whatsapp

Alopecia

A alopecia pode ser desencadeada por diversos fatores, sendo a predisposição genética, alterações hormonais e estresse alguns dos principais vilões. A dermatologista especializada em tricologia, Isabela Etto Cabello, ressalta a importância de uma avaliação detalhada para compreender a combinação única de elementos que contribuem para a perda de cabelo em cada paciente.

Quais os tipos de alopecia

Alopecia androgenética – É a forma mais comum de perda de cabelo, muitas vezes referida como alopecia de padrão feminino. Tratamentos comuns incluem medicamentos como minoxidil e finasterida, que visam estimular o crescimento capilar e bloquear os efeitos dos hormônios responsáveis pela queda de cabelo. Procedimentos como mesoterapia, microinfusão de medicamentos na pele e o transplante capilar, também são opções.

Alopecia areataEsta forma de alopecia é uma condição autoimune em que o sistema imunológico ataca os folículos capilares. Os tratamentos podem incluir injeções de corticosteroides no couro cabeludo, medicamentos imunossupressores e até mesmo medicações para modular a resposta imunológica.

Alopecia cicatricial – Caracterizada pela destruição permanente dos folículos capilares, a alopecia cicatricial pode ser desafiadora. O tratamento visa controlar a inflamação que leva à formação de cicatrizes no couro cabeludo. Terapias imunossupressoras, antibióticos e corticosteroides podem ser prescritos, além da realização de procedimentos, como a mesoterapia. Em alguns casos, o transplante capilar pode ser considerado.

Alopecia de traçãoGeralmente causada por tração constante no cabelo, como em penteados apertados (rabos de cavalo, tranças) e em tratamentos capilares agressivos, a alopecia de tração, em casos iniciais, pode ser revertida interrompendo o comportamento causador do trauma. Mudanças nos hábitos de cuidado capilar, como evitar penteados apertados e produtos químicos agressivos podem ajudar na recuperação.

Alopecia total e universalEssas formas mais graves de alopecia areata, que envolvem a perda total dos cabelos na cabeça ou em todo o corpo, são desafiadoras de tratar. Opções incluem corticosteroides, imunossupressores e imunobiológicos. No entanto, a resposta ao tratamento pode ser variável, e nem todos os pacientes respondem da mesma forma.

Tratamento

A consulta com um profissional de saúde, especialmente um dermatologista especializado em tricologia, é a pedra angular do tratamento. Uma avaliação individualizada é crucial para determinar a abordagem mais eficaz. A análise do couro cabeludo, histórico médico e exames apropriados fornecem a base para um plano de tratamento personalizado.

Uma dieta equilibrada, gestão eficaz do estresse e práticas de cuidados com o cabelo são elementos fundamentais. Mudanças positivas nesses aspectos podem potencializar os resultados dos tratamentos médicos.

Este conteúdo é meramente informativo e não substitui a consulta médica. Para esclarecimento de dúvidas adicionais sobre uma patologia, medicamento ou tratamento, converse com um profissional de saúde de sua confiança. Evite sempre a automedicação.

Notícias Relacionadas

plugins premium WordPress
error: O conteúdo está protegido !!