Fique por dentro dos principais FATOS e TENDÊNCIAS que movimentam o setor

Bayer prevê € 1 bi em venda de medicamentos

Acompanhe as principais notícias do dia no nosso canal do Whatsapp

Foto: Panorama Farmacêutico/ Ana Claudia Nagao
Foto: Panorama Farmacêutico/ Ana Claudia Nagao

A divisão farmacêutica da Bayer projeta que, em 2027, a companhia atinja o montante de € 1 bilhão (R$ 5,72 bilhões) em venda de medicamentos na América Latina. A indústria farmacêutica sustenta a estratégia no expressivo volume de 70 lançamentos nos últimos três anos.

Presente em mais de 30 países da região, com três plantas para a produção de medicamentos e dois hubs médicos globais, a farmacêutica alemã aposta em marcas já consolidadas. Hoje, seu portfólio já atinge mais de 30 milhões de pacientes latino-americanos.

Os dados foram apresentados nesta segunda-feira, dia 3, durante o evento anual para a imprensa do Brasil, México, Colômbia e Argentina, que contou com a cobertura do Panorama Farmacêutico.

Farmacêutica cresce 35% em venda de medicamentos na América Latina

As perspectivas são respaldadas pelos números atuais na venda de medicamentos, que somaram aproximadamente € 750 milhões (R$ 4,29 bilhões) em 2023. Nos primeiros quatro meses de 2024, a companhia registrou um crescimento de 35% em vendas na América Latina em relação ao mesmo período de 2023.

O resultado foi marcado pelo desempenho do remédio para degeneração macular Eylia (aflibercepte); do Nubeqa (darolutamida), voltado para o câncer de próstata; e do Firialta (finerenona), indicado para casos de doença renal crônica.

“Estão previstos ainda lançamentos como as novas dosagens de aflibercepte 8 mg, recém-aprovado pelos órgãos regulatórios no Brasil e na Argentina”, afirma Adib Jacob, presidente da divisão farmacêutica da Bayer Latam e Brasil. O medicamento já é comercializado na versão 2 mg, com seis indicações, entre elas para o tratamento da degeneração macular relacionada à idade (DMRI) e edema macular diabético (EMD).

A região destaca-se ainda mais quando áreas-chave, como oncologia e oftalmologia, são comparadas com os números globais de 2022. Na oftalmologia, a Bayer obteve um crescimento de 42% em vendas, enquanto o avanço geral da farmacêutica no mundo foi de 5,6%. Já o portfólio de oncologia teve evolução de 20%, contra 12,1% de incremento total.

Já no caso do Firialta (finerenona), México, Brasil e o eixo de países PACA (Países Andinos, América Central e Caribe) estão entre os dez mercados que mais vendem o produto no mundo. “Esperamos atingir € 70 milhões (R$ 400,4 milhões) em vendas em 2026”, ressalta Jacob.

A saúde feminina, área em que a Bayer é líder de mercado, também contribuiu para o avanço nas vendas na América Latina, com destaque para os métodos contraceptivos de longa ação, com seus dispositivos intrauterinos hormonais.

Objetivo é ampliar participação no mercado institucional

A Bayer tem como um dos objetivos-chave ampliar sua presença no mercado institucional. “Nos últimos três anos, passamos de 20% de participação para aproximadamente 50%. Esse é um esforço intencional para que mais pacientes possam utilizar medicamentos com alta tecnologia e inovação”, reforça Jacob.

Notícias Relacionadas

plugins premium WordPress
error: O conteúdo está protegido !!