O maior canal de informação do setor

Vendas de natal devem aumentar 7x mais nos e-commerces do que no varejo

58

Devido a datas como Dia das Crianças, Black Friday e Natal, o fim de ano é um período bem agitado para os comerciantes. Para o Natal deste ano, a expectativa é que as vendas movimentem R$ 34,3 bilhões no varejo, representando um aumento de 4,3% em relação ao ano passado, segundo a Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo (CNC).

Veja também: Drogaria Araujo tem vagas de emprego para Vendedor

A Confederação calculou ainda que 73,1 mil trabalhadores temporários devem ser contratados, o que representa um crescimento de 10% em comparação ao ano de 2020, em que 66,7 mil postos de trabalho foram criados.

Siga nosso Instagram

Em relação às lojas virtuais, as expectativas também são boas. Um relatório da Mastercard apontou que o comércio eletrônico teve um crescimento de 75% no final do ano passado e que, recentemente, os e-commerces brasileiros ganharam 13 milhões de novos consumidores. Segundo a EbitNielsen, deve haver uma alta de 30% com as vendas de Natal deste ano, com um faturamento de até R$ 3,38 bilhões.

De acordo com um levantamento da Mastercard SendingPulse, os setores que mais se destacaram no comércio eletrônico no Natal de 2020 foram drogarias, móveis e eletrônicos. O crescimento do ticket médio foi de 13,4%, resultando em uma média de R$ 462 gastos.

Para se destacar e conseguir se incluir dentro dessas expectativas, o sócio-fundador da Digimax AdTech, Douglas Cardoso, explica que é preciso aplicar as estratégias certas. ‘Entender o comportamento do público-alvo e investir em campanhas de marketing nos mais diversos canais do meio on-line é fundamental, pois a marca precisa estar presente no momento da decisão de compra do consumidor. O ideal é contratar uma empresa especializada no assunto’, diz o especialista.(Dino)

Fonte: Palavra Digital

Você pode gostar também

Esse site utiliza cookies para aprimorar sua experiência de navegação. Mas você pode optar por recusar o acesso. Aceitar Consulte mais informação