O maior canal de informação do setor

O que é a gravidez ectópica? 5 perguntas respondidas

15.691

A gravidez ectópica é aquela que acontece fora do útero, podendo ocorrer na cavidade abdominal, no cérvix, no colo do útero, no ovário ou

A gravidez ectópica é aquela que acontece fora do útero, podendo ocorrer na cavidade abdominal, no cérvix, no colo do útero, no ovário ou nas trompas. É importante que um médico seja consultado para um diagnóstico, mas, casos como esses costumam apresentar  desconforto na relação sexual, desmaios, dor abdominal intensa, dor pélvica, sangramento vaginal e vertigens.

Veja também: Entenda por que a barriguinha de chope é tão perigosa para a saúde

Exames pélvicos, de sangue e ultrassonografia podem ser utilizados para diagnosticar a gravidez ectópica. É importante saber também onde a gestação está ocorrendo, para que se determine o melhor tratamento e a possibilidade de continuar a gravidez. Neste texto, iremos esclarecer algumas dúvidas sobre o quadro.

Siga nosso Instagram

Quais os fatores de risco para uma gravidez ectópica?

Algumas mulheres são mais propensas a desenvolver uma gravidez ectópica. Esses são os casos:

  • Usuárias de DIU
  • Pacientes de Doença Inflamatória Pélvica
  • Mulheres que já apresentaram uma gravidez ectópica
  • Mulheres que já passaram por cirurgia abdominal, pélvica ou tubária
  • Pacientes com histórico de endometriose
  • Gravidez por reprodução assistida

Até quando pode ser um caso?

Quando a gravidez ectópica é registrada nas trompas ou nos ovários, esse embrião pode se desenvolver até as 14 semanas. Não é possível continuar a gestação pois não existem medicamentos nem procedimentos que levem- o ao útero.

Já no caso de uma gestação na cavidade abdominal, ele pode demorar um pouco mais a ser diagnosticada. Nesses casos, ela será descoberta por meio do ultrassom.

Quais são os tipos?

Como já citado, vários são os lugares passíveis de se registrar a gravidez ectópica. Os mais comuns são nas trompas, ou cavidade abdominal. Apesar disso, existem casos mais raros, como os abaixo:

  • Cervical (colo do útero)
  • Cicatriz da cesárea
  • Intersticial (no segmento interticial da tuba)
  • Heterotópica (entre o útero e a tuba)
  • Ovariana

Cada um desses casos possui um tratamento específico, mas a gestação completa é rara e perigosa a mãe.

Quais os principais sintomas?

Em primeiro lugar, é importante salientar que alguns sintomas da gravidez ectópica são bem similares ao da gravidez comum, conhecida como tópica ou intrauterina. Com isso, o aumento nos seis, atraso da menstruação e enjoos são comuns em ambos os casos. Por isso é importante o acompanhamento pré-natal, pois os sintomas iniciais são os mesmos.

A dor, que surge por volta da sexta e oitava semanas é o que começa a mostrar que algo de errado está acontecendo. Um profissional da saúde deve ser procurado nesses casos para avaliar causas e riscos.

A gravidez ectópica rota, que é quando o embrião se desenvolve nas trompas, é uma das mais perigosas, pois pode resultar no rompimento da trompa, com intensa hemorragia, que pode levar ao choque. Os sintomas comuns nesse caso são:

  • Abdômen inchado
  • Beta HCG geralmente é positivo
  • Dor abdominal intensa de um lado da barriga
  • Dor intensa ao apalpar o útero
  • Sangramento vaginal irregular (entre a quinta e décima quarta semana)
  • Sensação de peso na vagina

Casos nos quais não há rompimento das trompas podem apresentar os seguintes sintomas:

  • Beta HCG geralmente é positivo
  • Dor ou desconforto abdominal
  • Dor no ato sexual ou durante exames pélvicos
  • Dor intensa ao apalpar o útero
  • Sangramento vaginal após a última menstruação

Quais são os tratamentos para a gravidez ectópica?

O tratamento para a gravidez ectópica muda de acordo com a localização do embrião. O obstetra pode indicar o uso de medicamentos para promover o aborto ou até mesmo cirurgias para a retirada e reconstrução de algum órgão que possa ter sido afetado.

Fonte: Redação Panorama Farmacêutico


Cadastre-se para receber os conteúdos também no WhatsApp  e no Telegram

Jornalismo de qualidade e independente
Panorama Farmacêutico tem o compromisso de disseminar notícias de relevância e credibilidade. Nossos conteúdos são abertos a todos mediante um cadastro gratuito, porque entendemos que a atualização de conhecimentos é uma necessidade de todos os profissionais ligados ao setor. Praticamos um jornalismo independente e nossas receitas são originárias, única e exclusivamente, do apoio dos anunciantes e parceiros. Obrigado por nos prestigiar!

Você pode gostar também

Esse site utiliza cookies para aprimorar sua experiência de navegação. Mas você pode optar por recusar o acesso. Aceitar Consulte mais informação