O maior canal de informação do setor

Amazon implementa Alexa para suporte em saúde

921

Alexa será utilizada em asilos e hospitais

Mais um bom exemplo de como incentivar a assistência farmacêutica e os cuidados primários com ideias simples. A Amazon lançou hoje duas novas soluções como parte do Alexa Smart Properties, destinadas a asilos e instituições de saúde. Desenvolvido especificamente para esses espaços, o software ajudará a entreter e informar os pacientes, além de aumentar a produtividade e eficiência das equipes operacionais.

Veja também: Webinar debate a vacinação no mercado de trabalho

“Nós acreditamos que a natureza intuitiva e acessível do comando de voz da Alexa, tem o potencial apara ajudar e agradar os consumidores em diversos cenários, dentro ou fora de casa”, comenta Liron Thorres, head da Alexa Smart Properties.

Siga nosso Instagram

Thorres completou mostrando o entusiasmo da companhia no projeto. “Nós estamos animados em levar essas experiências para os asilos e unidades de saúde, concedendo aos cuidadores novas formas de economizar tempo e oferecer um cuidado personalizado para os pacientes e residentes”, afirma.

Abrindo janelas para o mundo

O Alexa Smart Properties possibilitará aos pacientes das casas de saúde se comunicar com os familiares e com a comunidade, acessar notícias e mais, tudo pelo Amazon Echo instalado nos quartos.

Os administradores das casas de saúde também terão a opção de customizar funções da IA, para oferecer, por exemplo, o calendário de atividades do dia, ou o cardápio para as refeições.

Já os cuidadores poderão se comunicar com os residentes por vídeo, ligação ou áudio, além de poder fazer anúncios usando o sistema.

John Moore, CEO da Atria Senior Living comentou sobre a importância da tecnologia para a melhor idade. “Os idosos tem uma habilidade ainda maior para escrever o próximo capítulo de suas vidas pelas tecnologias fáceis de se usar, que mantém eles conectados com suas famílias todo tempo”, explica.

Alexa nos hospitais

Nos hospitais, a Alexa será usada para a comunicação do paciente com a equipe de cuidado, e no caminho contrário também. Além disso, a inteligência artificial também oferece opções de entretenimento.

“É uma virada de jogo total para melhorar a experiência de nossos pacientes”, aponta Peachy Hain, diretora-executiva e diretora para a parte médica e de serviços cirúrgicos do Hospital Cedars-Sinai.

O serviço começará a ser implementado a partir de novembro.

Fonte: Redação Panorama Farmacêutico


Cadastre-se para receber os conteúdos também no WhatsApp  e no Telegram

Jornalismo de qualidade e independente
Panorama Farmacêutico tem o compromisso de disseminar notícias de relevância e credibilidade. Nossos conteúdos são abertos a todos mediante um cadastro gratuito, porque entendemos que a atualização de conhecimentos é uma necessidade de todos os profissionais ligados ao setor. Praticamos um jornalismo independente e nossas receitas são originárias, única e exclusivamente, do apoio dos anunciantes e parceiros. Obrigado por nos prestigiar!

Você pode gostar também

Esse site utiliza cookies para aprimorar sua experiência de navegação. Mas você pode optar por recusar o acesso. Aceitar Consulte mais informação