Fique por dentro dos principais FATOS e TENDÊNCIAS que movimentam o setor

Amazon inova com cupons automáticos na compra de insulinas

Acompanhe as principais notícias do dia no nosso canal do Whatsapp

Amazon
Foto: Depositphotos

Interessante iniciativa da Amazon. Para auxiliar no tratamento da diabetes em um país que não distribuiu insulina gratuitamente, a varejista, por meio de sua farmácia, oferece descontos automáticos nas compras do medicamento. As informações são da Drug Store News.

Mais de 15 marcas de insulinas e outros produtos necessários no tratamento da diabetes serão contemplados pelos cupons automáticos. Com esses descontos, os pacientes poderão ter um gasto mensal de US$ 35.

8 milhões de norte-americanos usam insulina

No post em que anunciou a iniciativa, a Amazon compartilhou alguns dados sobre o combate da diabetes no país. A doença afeta um em cada dez pessoas nos Estados Unidos, sendo que 8 milhões de pacientes fazem uso regular da insulina.

Como o país não conta com um sistema público de saúde como o SUS, o tratamento pode se tornar pesado financeiramente. De acordo com a varejista, 14% dos usuários de insulina passam por dificuldades financeiras para manter o tratamento.

“O acesso a medicações para diabetes pode ajudar os pacientes que vivem com a doença a se manterem saudáveis e evitar complicações. Nós aplaudimos o Amazon Pharmacy por inovar em prol dos pacientes e tomar essa importante ação para ajudar a garantir que as pessoas que vivem com a diabetes possam ter um acesso mais fácil a tratamentos”, comenta o CEO da Associação Americana de Diabetes, Charles Henderson.

Cupons automáticos da Amazon são novidade

Os cupons para descontos fornecidos pela indústria farmacêutica não são exatamente uma novidade, mas muito deles, devido à dificuldade para resgatá-los, acaba não sendo utilizados.

Estima-se que 85% deles acabam sem uso. A tecnologia de aplicação automática trabalhada pela Amazon visa se tornar uma ponte que facilite o uso e gere economia para o consumidor.

“Aplicar automaticamente cupons permite que os pacientes tenham um acesso melhor aos medicamentos de uma maneira efetiva e financeiramente acessível, e essa combinação pode melhorar a aderência ao tratamento”, comenta Vin Gupta, CMO do Amazon Pharmacy.

Insulina é problema de saúde pública nos EUA

Não é só a Amazon que decidiu facilitar o acesso a insulina na terra do Tio Sam. Em maio, a Eli Lilly anunciou que congelaria o preço do medicamento. A decisão foi anunciada em resposta a questionamentos de parlamentares do Congresso norte-americano.

O Comitê de Saúde do Senado dos Estados Unidos convidou os executivos das farmacêuticas líderes de mercado para discutir a importância de congelar os preços do hormônio.

“Vamos deixar nossos preços como estão para as insulinas no mercado hoje”, afirmou Dave Ricks, CEO da Eli Lilly, em resposta ao senador Bernie Sanders.

Notícias Relacionadas

plugins premium WordPress
error: O conteúdo está protegido !!