Fique por dentro dos principais FATOS e TENDÊNCIAS que movimentam o setor

WAMA lançará analisador portátil para testes rápidos

Acompanhe as principais notícias do dia no nosso canal do Whatsapp

Wama lançará analisador portátil para testes rápidos
Foto: Divulgação

Um analisador portátil capaz de realizar testes rápidos combinados será o mais novo lançamento da WAMA Diagnóstica para o varejo farmacêutico. Especializada na produção de kits e reagentes para esse gênero de exames, a empresa desenvolveu o MiniBio Quick por meio de sua área de P&D.

O equipamento viabilizará a realização de exames simultâneos na forma de combos e reúne todos os atributos para ser um diferencial competitivo nas farmácias que operam ou planejam operar serviços clínicos.

Trata-se do único dispositivo disponível no mercado que realiza testes combinados de hemoglobina glicada + glicose; perfil lipídico (triglicérides, colesterol total, HDL e LDL) + ácido úrico; creatina + ureia, para avaliar a função renal; e AST + ALT, que são exames de avaliação da função hepática.

“O analisador portátil é movido a bateria. Permitirá fazer exames de imunofluorescência e bioquímica seca ao mesmo tempo e no mesmo equipamento, totalizando seis parâmetros de testes”, explica Jéssica Caldeira de Lima, gestora de P&D Kits da WAMA Diagnóstica.

Segundo ela, a vantagem é que, além da possibilidade de fazer dois exames dentro de um só dispositivo, a farmácia terá redução de custos e otimização de tempo.

MiniBio Quick
MiniBio Quick

“Em poucos minutos, o MiniBio Quick (foto) já irá liberar na tela um resultado quantitativo com pouco volume de amostra, a partir de uma picada no dedo. O equipamento garantirá fácil usabilidade para o farmacêutico e ainda agilizará a jornada do paciente”, acrescenta Jéssica.

Testes rápidos combinados são fruto de inovação em P&D

Para o CEO da WAMA Diagnóstica, Felipe Maricondi, a oferta de testes rápidos poderá assumir um novo patamar no varejo farmacêutico por meio do MiniBio Quick.

“Não apenas vamos ofertar uma tecnologia robusta de point-of-care, mas integrar esse dispositivo a ações de marketing na farmácia e colaborar para o posicionamento dos PDVs como hubs de atenção primária à população”, entende.

“Estamos selecionando alguns projetos-pilotos para trabalhar campanhas sazonais como dengue e diabetes. A expectativa é que estejamos em dez lojas agora em janeiro e 50 PDVs até o fim do trimestre. Caso se torne interessante do ponto de vista comercial a meta é replicar para mais mil lojas até o fim do ano”, finaliza Maricondi.

Notícias Relacionadas

plugins premium WordPress
error: O conteúdo está protegido !!