Fique por dentro dos principais FATOS e TENDÊNCIAS que movimentam o setor

Wama cria programa para desenvolver serviços clínicos nas farmácias

Acompanhe as principais notícias do dia no nosso canal do Whatsapp

Wama cria programa para desenvolver serviços clínicos nas farmácias

Especializada na produção de kits e reagentes para testes laboratoriais, a Wama Diagnóstica anuncia um programa inédito para desenvolver os serviços clínicos nas farmácias brasileiras. E logo no primeiro mês de operações, mais de 5 mil PDVs já deverão aderir ao Wama Clinic.

A iniciativa está alinhada com o objetivo da companhia de pulverizar negócios junto ao canal privado. Hoje, seus principais clientes são hospitais, clínicas de diagnóstico e a rede pública. “Queremos ser o principal parceiro estratégico do setor na sua jornada para se consolidar como um hub de saúde e atenção primária”, enfatiza o CEO Felipe Maricondi.

O Wama Clinic conjuga gestão de negócios com suporte especializado, análise de dados, protocolos clínicos e laudagem, além de treinamentos tanto para gestores como para farmacêuticos. Para a concepção do projeto, a empresa recrutou a enter/Varejo, consultoria atuante nas áreas comercial, de trade marketing e gerenciamento de categorias.

“As farmácias terão à disposição um completo programa de inteligência de negócios, análise e compartilhamento de informações, que respaldarão a tomada de decisões e o monitoramento de resultados dos serviços clínicos”, ressalta Paulo Gomes, CEO da consultoria.

Quatro grandes redes do varejo farmacêutico já definiram a adesão ao Wama Clinic e outras oito estão em negociações avançadas, assim como 19 empresas ligadas ao associativismo. A meta é estar presente em 100% das redes que integram a Abrafarma e a Assifarma, além de boa parte das farmácias associativistas vinculadas à Abrafad e Febrafar. “Mas entendemos que qualquer um dos quase 90 mil PDVs existentes no país são contratantes potenciais do Wama Clinic”, acredita Gomes. A empresa também fechou contrato com quatro distribuidoras regionais vinculadas à Abradilan.

Análise e estruturação dos serviços clínicos nas farmácias

O programa foi projetado em seis módulos sequenciais. O primeiro deles é voltado à inteligência de negócios, com foco na análise do modelo de gestão da farmácia e de seus concorrentes, a partir de indicadores e estudos customizados que serão concedidos pela IQVIA. A segunda etapa consiste em uma radiografia dos serviços clínicos no Brasil e em outros mercados.

Já no terceiro módulo, as farmácias poderão ter uma avaliação mais minuciosa sobre o sortimento, a estrutura física e as exigências legais e regulatórias necessárias para estrear ou alavancar a operação de serviços clínicos. A quarta fase envolve a plataforma Clinicarx, que apoia o varejista com organização de processos e atendimento.

Em seguida, os gestores receberão orientações para identificar o perfil do shopper e a jornada de compra do paciente. Por fim, será promovido um curso com 16 aulas práticas, de até dez minutos cada, com professores da Retail Farma Brasil. “Os serviços tendem a se tornar uma nova categoria estratégica para o varejo, a exemplo do que aconteceu com os dermocosméticos. E vamos empoderar líderes e farmacêuticos para que o setor alcance um novo patamar  no relacionamento com seus clientes”, prevê Felipe Maricondi.

Excelência nacional e também no Exterior

Empresa familiar comandada atualmente pela segunda geração, a Wama nasceu em 1991 como uma das verticais de negócios do Grupo Maricondi, com mais de 75 anos de atuação na área de diagnóstico. Produz testes imunológicos e para identificação de doenças como dengue, influenza, zika, chikungunya, hepatite, HIV e sífilis. É a única no país a deter tecnologia para a fabricação dos testes de tiras de urina.

Com a eclosão da pandemia, diversificou sua atuação ao produzir e comercializar mais de 12 milhões de testes e autotestes da Covid-19 entre 2020 e 2022. No primeiro trimestre deste ano, a demanda aumentou 240% em comparação com o mesmo período de 2021. Hoje, está entre as top 5 na fabricação de testes de coronavírus, disputando um concorrido mercado que inclui multinacionais como Abbott e Roche.

Com fábrica em São Carlos, no interior de São Paulo, a companhia mantém um centro de pesquisa na Suíça, cuja missão é desenvolver produtos inovadores para diagnóstico clínico-laboratorial. Além disso, tornou-se a única fabricante brasileira aprovada a receber transferência de tecnologia para fabricação dos testes de COVID AG para América Latina, sendo selecionada entre 125 indústrias de 25 países em um programa da Unitaid, agência vinculada à Organização Mundial da Saúde (OMS), e da aliança global para diagnósticos Find.

Fonte: Redação Panorama Farmacêutico

Notícias mais lidas

Notícias Relacionadas

plugins premium WordPress