Fique por dentro dos principais FATOS e TENDÊNCIAS que movimentam o setor

Aprenda a tratar dores de pacientes crônicos com CBD

Acompanhe as principais notícias do dia no nosso canal do Whatsapp

Aprenda a tratar dores de pacientes crônicos com CBD

Pacientes crônicos, com doenças de alta complexidade e necessidade de adquirir remédios de uso contínuo na farmácia, podem encontrar na cannabis medicinal um alívio para problemas decorrentes do tratamento.

Tanto o THC (tetrahidrocanabinol), composto psicoativo da planta, como o CBD (canabidiol), com ação analgésica e antiinflamatória, têm propriedades curativas para inflamação e dor.

Quais pacientes crônicos podem se beneficiar da cannabis?

Confira quais pacientes crônicos podem ser mais bem orientados pelos farmacêuticos com a dispensação de cannabis.

Artrite reumatóide – portadores da doença sofrem com a inflamação que afeta as articulações, principalmente joelhos e pulsos. Medicamentos com os compostos ativos da cannabis, como o Mevatyl, cujo registro foi aprovado pela Anvisa no final de 2022, agem para dirimir a dor e a espasticidade, ou seja, a rigidez muscular e exarcerbação dos reflexos. No exterlor, ele é comercializado com o nome de Sative

Fibromialgia – o principal sintoma é a dor crônica generalizada. A adminstração terapêutica da cannabis pode amenizar o quadro crítico de saúde do paciente. Além de reduzir a intensidade da dor, melhora a qualidade do sono

Câncer – pacientes em tratamento oncológico podem se beneficiar da planta. As dores intensas, devido à doença em si ou aos efeitos colaterais do tratamento, tendem a ser minimizadas como uso da cannabis

Neuropatia periférica –  causa danos aos nervos periféricos e dor crônica e é passível de ser tratada com fórmulas à base de componentes da planta

Enxaqueca crônica.- pacientes com dores de cabeça durante, pelo menos, 15 dias ao mês. Já há estudos iniciais com o uso de canabinoides para tratar desse mal, sexta doença mais incapacitante do mundo, segundo a OMS

Síndrome do intestino irritável – condição em que afeta o trato gastrointestinal e causa dor abdominal crônica, inchaço e diarreia. O CBD provou ter potencial para aliviar os sintomas

Administração via oral e tópica

A cannabis também pode ser utilizada como alternativa a medicamentos opióides, que também são administrados para dores crônicas. Essas substâncias, porém, produzem efeitos colaterais graves como dependência e overdose. E para pacientes com fibromialgia, o CBD ajuda ainda no controle dos distúrbios emocionais associados à doença.

O tratamento para dores crônicas com fórmulas contendo substâncias da cannabis pode ser feito com medicamentos via oral (cápsulas e óleos) ou com a aplicação de loções, cremes e pomadas nas áreas afetadas.

A cannabis ainda tem seu manuseio e comércio controlados em muitos países, inclusive no Brasil, embora o acesso a esses medicamentos venha aumentando por aqui. É importante explorar todas as opções terapêuticas disponíveis.

Notícias Relacionadas

plugins premium WordPress
error: O conteúdo está protegido !!