O maior canal de informação do setor

Bayer vende fábrica de São Paulo para a União Química

4.064

Bayer vende fábrica de São Paulo para a União Química

Negociação quente na indústria farmacêutica. A Bayer acaba de anunciar a venda de sua unidade produtiva de Cancioneiro, em São Paulo, para a União Química.

A planta, que ocupa uma área de 15 mil m², produz hormônios femininos, como contraceptivos e pílulas de reposição hormonal. Sua capacidade de produção de aproximadamente 70 milhões de blisters por ano.

A negociação contempla também o repasse de algumas marcas estabelecidas de contraceptivos femininos para a União Química, vendidas tanto no Brasil como em países da América Latina, o que deverá acontecer apenas após aprovação dos órgãos reguladores. Além disso, a Bayer terceirizará a produção de outros medicamentos para a farmacêutica brasileira, que manterá a fabricação dos mesmos na planta de Cancioneiro.

A transação garantirá a continuidade do funcionamento da fábrica e a manutenção dos empregos dos atuais colaboradores. Mesmo com esse desinvestimento, a Bayer vai manter sua posição de liderança em saúde feminina e continuará comercializando no Brasil e na região algumas das marcas líderes, como Yasmin, Diane, Yaz e Qlaira. A unidade Cancioneiro continuará produzindo essas marcas de contraceptivos orais para a Bayer até que a companhia faça a transição da produção para a unidade de Weimar, na Alemanha, nos próximos anos.

“A Bayer continua absolutamente comprometida com o Brasil, o segundo maior mercado para o grupo globalmente”, ressalta Marc Reichardt, presidente da Bayer no País. “Além disso, a inovação é uma prioridade para a Bayer em todo mundo e em todas as suas áreas de atuação. O Brasil é, sem dúvida, um dos principais focos das novas tecnologias e das soluções em saúde que têm sido desenvolvidas aqui e nos demais mercados onde atuamos”, afirma.

“Um dos pilares de crescimento da União Química está baseado na aquisição de novos negócios, tanto que essa é a nossa quarta aquisição fabril em um período de cinco anos. A transação com a Bayer nos permitirá expandir no segmento de prescrição médica e também no pilar de terceirização de produção para outros grupos farmacêuticos nacionais e internacionais”, explica Fernando de Castro Marques, presidente da União Química.

“A fábrica de Cancioneiro seguirá sendo parte importante para a operação da Bayer por um bom tempo, já que também fabricará nossas marcas, líderes na categoria”, explica Adib Jacob, presidente da Bayer Farma Brasil e líder da divisão na América Latina.

É a partir de Cancioneiro que são enviados produtos para mais de 20 países da América Latina, incluindo Argentina, México e Colômbia; além de alguns países asiáticos, como Tailândia e Filipinas.

História e contribuição

Inaugurada em 1959 no Bairro de Santo Amaro, em São Paulo, a fábrica da Rua Cancioneiro de Évora pertence à Bayer desde 2006. Após aquisição da farmacêutica alemã Schering, a planta passou por diversas reformas e modernizações. A última, em fase final, começou no ano passado e irá consumir R$ 40 milhões para a compra de novos equipamentos, criação de laboratórios e adequações físicas.

Fonte: Redação Panorama Farmacêutico


Cadastre-se para receber os conteúdos também no WhatsApp  e no Telegram

Jornalismo de qualidade e independente
Panorama Farmacêutico tem o compromisso de disseminar notícias de relevância e credibilidade. Nossos conteúdos são abertos a todos mediante um cadastro gratuito, porque entendemos que a atualização de conhecimentos é uma necessidade de todos os profissionais ligados ao setor. Praticamos um jornalismo independente e nossas receitas são originárias, única e exclusivamente, do apoio dos anunciantes e parceiros. Obrigado por nos prestigiar!

Você pode gostar também

Esse site utiliza cookies para aprimorar sua experiência de navegação. Mas você pode optar por recusar o acesso. Aceitar Consulte mais informação