Fique por dentro dos principais FATOS e TENDÊNCIAS que movimentam o setor

BioBrasil lança coletor domiciliar de resíduos para farmácias

Acompanhe as principais notícias do dia no nosso canal do Whatsapp

coletor domiciliar
Divulgação: BioBrasil

A BioBrasil, empresa do Grupo Bringel, aposta nas farmácias brasileiras como canais de venda do Clean Home, um exclusivo coletor domiciliar de resíduos químicos perfurocortantes. O lançamento ajuda a evitar o descarte incorreto de resíduos de saúde, um dos maiores problemas com os quais convivem pessoas com diabetes e que necessitam de seringas, agulhas, cateteres, canetas de insulina e tiras de glicemia.

“Trata-se de um recipiente projetado exclusivamente para o descarte e transporte de resíduos perfurantes, cortantes, químicos ou medicamentosos”, explica Renata Zuculin de Oliveira, diretora geral da BioBrasil. Segundo a executiva o coletor também é indicado para profissionais de diversas áreas como home care, barbearias, manicures, estúdios de tatuagens ou acupuntura.

A estratégia da empresa é comercializar o produto nas farmácias com preço de R$ 20 para o consumidor. O objetivo é treinar os farmacêuticos e as equipes de balcão sobre a importância de orientar o paciente a respeito do descarte consciente dos remédios, dispositivos e insumos que eles estão adquirindo na loja.

“As farmácias transformaram-se em hubs de saúde após a pandemia. E nada é mais adequado do que promover a conscientização da população por meio da assistência farmacêutica direcionada, a fim de oferecer uma solução simples e acessível para o descarte desses materiais”, explica Jacyara Cavalcante, diretora comercial do Grupo Bringel.

Outra frente de atuação é fechar parcerias com indústrias farmacêuticas que atuam no segmento de diabetes. A ideia é que os laboratórios disponibilizem o Clean Home em forma de brinde, para que os representantes de vendas apresentem o coletor à comunidade médica.

Coletor domiciliar com impacto social

De acordo com Renata, a legislação brasileira dispõe de normas para o descarte e tratamento de resíduos de saúde em ambientes públicos e comerciais. No entanto, a lei não é clara em relação ao ambiente domiciliar. “É mais do que urgente e necessário integrar lixo domiciliar com características hospitalares ao Plano de Gerenciamento de Resíduos do Serviço de Saúde (PGRSS) de estabelecimentos que o possuam”, ressalta.

Com capacidade de um litro, o Clean Home conta com um sistema de travamento definitivo, que impede a abertura do recipiente após o rompimento do lacre depois do uso. “Discreto e com um tamanho que não atrapalha a rotina do paciente, o coletor pode ser acomodado num cantinho do banheiro ou na área de serviço. E, uma vez cheio, ele pode ser descartado em um ponto de coleta na farmácia ou posto de saúde. Uma atitude simples, mas com um peso social enorme e que agrega valor sustentável às farmácias que o comercializarem”, finaliza Renata.

Diretora Geral: Renata Zuculin – 11/ 98335-1875 ou renata@bio-brasil.com

Notícias Relacionadas

plugins premium WordPress
error: O conteúdo está protegido !!