O maior canal de informação do setor

Brasil já responde por 60% do varejo farmacêutico da América Latina

1.400

Com faturamento de US$ 70,3 bilhões nos últimos 12 meses até agosto, o varejo farmacêutico da América cresceu 6,3% em relação ao mesmo período do ano anterior. E embora tenha, em dólares, um incremento bem inferior ao de países como Argentina, Chile e México, o Brasil já responde por 60% desse mercado. Os dados são da Close-Up International.

As farmácias brasileiras estão bem à frente do México, cujas vendas representam 16,7% do total da região, e cresceram 19,4% no período em R$. Porém, o incremento em dólares foi de apenas 2%.

Na terceira posição do ranking, a Argentina foi a que mais avançou, com 17,5% de evolução em dólares e 62,6% se considerada a moeda local. Mas chama a atenção o preço médio do medicamento aplicado por nossos vizinhos – US$ 11, contra US$ 6 da média do continente.

O preço, aliás, é o principal motor do crescimento do varejo farmacêutico latino-americano e levou o setor a uma alta de 3,6% no período. “Porém, os novos PDVs contribuíram com apenas 0,5% do aumento total, o que coloca em xeque a eficiência dessa estratégia”, avalia Paulo Paiva, vice-presidente Latam da consultoria.

 

 Fonte: Redação Panorama Farmacêutico


Cadastre-se para receber os conteúdos também no WhatsApp  e no Telegram

Jornalismo de qualidade e independente
Panorama Farmacêutico tem o compromisso de disseminar notícias de relevância e credibilidade. Nossos conteúdos são abertos a todos mediante um cadastro gratuito, porque entendemos que a atualização de conhecimentos é uma necessidade de todos os profissionais ligados ao setor. Praticamos um jornalismo independente e nossas receitas são originárias, única e exclusivamente, do apoio dos anunciantes e parceiros. Obrigado por nos prestigiar!

Você pode gostar também

Esse site utiliza cookies para aprimorar sua experiência de navegação. Mas você pode optar por recusar o acesso. Aceitar Consulte mais informação