O maior canal de informação do setor

Celer Biotecnologia fecha parceria com laboratório francês

205

Pronta para dar mais um passo na distribuição e desenvolvimento de testes de diagnósticos rápidos no Brasil, a Celer Biotecnologia, sediada do bairro Carlos Prates, na região Noroeste de Belo Horizonte, fechou uma parceria com o laboratório europeu Biosynex. Atuando no segmento Point of Care, a empresa mineira foi escolhida pela companhia francesa para distribuir soluções de última geração em Testes de Diagnósticos Rápidos e Diagnóstico Molecular.

O laboratório francês, com sede na região da Alsácia, é referência mundial na pesquisa e desenvolvimento de Testes de Diagnósticos Rápidos (TDR) e encontrou na Celer a parceira ideal para distribuir seus produtos e soluções no mercado brasileiro.

De acordo com o CEO e fundador da Celer Biotecnologia, Denilson Laudares Rodrigues, o encontro das duas empresas começa como uma parceria comercial que tende a evoluir para a transferência de tecnologia e desenvolvimento comum de novos produtos ao longo do tempo.

‘Eu espero muito mais desse encontro. A Celer tem atuado no mercado no sentido de agilizar o diagnóstico. Cada vez mais a população está atenta à sua saúde. Hoje não queremos mais esperar dias para saber o que tínhamos. A tecnologia oferece esse conforto. Em 2014 apostamos no Point to Care. A Biosynex é um player global importante. Nossa equipe está atenta a novidades tecnológicas ao redor do planeta, para conjugar produto com as soluções que desenvolvemos aqui no Brasil. Estamos buscando parceiros tecnológicos começando pelo comercial. Já fizemos isso com os chineses. O interesse é tropicalizar os produtos e atender a América Latina. A empresa francesa é uma referência em forte expansão, atuando na Europa. E eu quero andar com os melhores’, explica Rodrigues.

A partir de agora, a empresa disponibiliza em primeira mão as soluções Amnioquick e Premaquick, testes rápidos preditivos voltados para a saúde da mulher que detectam, respectivamente, a ruptura da membrana fetal e parto prematuro e são um apoio à tomada de decisão clínica para o melhor tratamento do paciente; além do autoteste que identifica a doença celíaca em dez minutos, o exame que diagnostica infecções criptocócicas, sobretudo, casos de meningite e testes de triagem de HIV: Exacto HIV.

A maioria dos produtos é para uso hospitalar ou ambulatorial. As soluções para venda em drogarias para o consumidor final devem chegar mais lentamente, respeitando a legislação brasileira para esses testes.

A Biosynex iniciou suas atividades na região da América Latina pelo México há alguns anos. Para entrar no Brasil, avaliou mais de 40 empresas até escolher a Celer Biotecnologia. Os brasileiros, por sua vez, vão reforçar as equipes.

‘Para trabalhar com líderes, preciso mostrar a que eu vim. O diretor da Biosynex demonstrou esse interesse e quer ver a nossa capacidade técnica. O Brasil, pela nossa diversidade étnica – temos riqueza genética – , é um bom campo para o desenvolvimento de soluções. Na Celer trabalhamos fortemente com a Ciências Médicas, UFMG, USP, Hospital das Clínicas. A ideia é trabalhar desenvolvimento em conjunto, mas isso é uma caminhada. Por vezes é mais barato importar do que produzir. Temos que saber para onde queremos ir. Precisamos integrar soluções, cada um fazendo seu trabalho. Um produto desses não é uma questão simples. Para uma empresa ir para frente, é preciso ter todo um setor crescendo’, analisa o CEO da Celer Biotecnologia.

 

Fonte: Diário do Comércio MG

Você pode gostar também

Esse site utiliza cookies para aprimorar sua experiência de navegação. Mas você pode optar por recusar o acesso. Aceitar Consulte mais informação