O maior canal de informação do setor

Cientistas criam microrrobôs para aplicar medicamentos nos olhos

472

Cientistas criam microrrobôs para aplicar medicamentos nos olhos Campos magnéticos serão usados para garantir a aplicação exata de remédios e melhorar o tratamento de doenças oculares Microrrobôs na medicina

microrrobôs

Siga nossa página no Instagram: https://www.instagram.com/panoramafarmaceutico/

As doenças oculares, como glaucoma e edema macular diabético, poderão ser tratados com o uso de microrrobôs que levarão medicamentos para o interior do olho.  Os avanços dessa pesquisa foram publicados pela Science Magazine nesta semana.

O tratamento consiste na introdução de cerca de 10 mil microrrobôs no olho do paciente. Os cientistas usam um campo magnético para controlar a direção e a posição até chegar ao ponto onde o medicamento deverá ser aplicado.

Os pequenos ajudantes têm o formato de um espiral e são produzidos por uma impressora 3D em nanoescala. Cada um dos microrrobôs é 200 vezes mais fino do que um fio de cabelo para conseguir e penetra com facilidade o humor vitrio, substância gelatinosa que ocupa o interior dos olhos.

Os medicamentos atuais atinge todas as estruturas que compõem o olho e isso é doloroso e incomodo para os pacientes. O novo método poderá reduzirá em 10 vezes o tempo de ação do remédio e ainda melhorar os resultados.

O uso dessa tecnologia no tratamento de pacientes que sofrem com problemas de visão é inovador, mas ainda não está tão perto de ser oferecido nos hospitais. O próximo passo da pesquisa é realizar testes em animais antes de avançar para o uso em cobaias humanas.

Fonte: Portal R7

Veja também: https://panoramafarmaceutico.com.br/2020/11/23/ex-ceo-da-drogarias-conceito-lidera-projeto-de-incubadora-de-farmacias/

Você pode gostar também

Esse site utiliza cookies para aprimorar sua experiência de navegação. Mas você pode optar por recusar o acesso. Aceitar Consulte mais informação