O maior canal de informação do setor

Covas reúne-se com Saúde, que mantém intenção de não comprar Coronavac

130

Coronavac – O Ministério da Saúde reafimou nesta quarta-feira (10/11) a intenção de não comprar mais o imunizante contra a Covid-19 produzido pelo Instituto Butantan. Cerca de 100 milhões de doses da Coronavac já tinham sido contratadas pela pasta e para 2022, segundo o Ministério, 135 milhões estariam sobrando – de outros imunizantes contra a Covid-19.

Dimas Covas, presidente do instituto, esteve em Brasília nesta quarta-feira (10/11) e tratou, entre outros assuntos, sobre as vacinas. Até dezembro, o Butantan deve entrar com o registro definitivo da Coronavac na Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa).

De acordo com o secretário-executivo da pasta, Rodrigo Cruz, não há intenção de novas compras do imunizante por parte do Ministério. A vacina brasileira produzida pelo Butantan, a Butanvac, também não tem previsão de compra até o momento.

Uso em crianças e adolescentes

A farmacêutica chinesa Sinovac divulgou dados sobre a segurança da vacina Coronavac para a prevenção da Covid-19 em crianças e adolescentes de 3 a 17 anos.

De acordo com o Instituto Butantan, que tem parceria coma a Sinovac no Brasil, o estudo contou com 2.140 participantes com idades entre 6 meses e 17 anos. Os testes foram realizados na África do Sul, Chile, Malásia e Filipinas.

Em agosto, a Anvisa negou um pedido do Butantan para o uso da Coronavac em crianças e adolescentes, pois faltavam informações sobre o desempenho do imunizante em menores de 17 anos.

Fonte: Portal Metrópole Online

Veja também: https://panoramafarmaceutico.com.br/america-latina-lidera-investimentos-globais-das-farmaceuticas-em-pesquisa/

Você pode gostar também

Esse site utiliza cookies para aprimorar sua experiência de navegação. Mas você pode optar por recusar o acesso. Aceitar Consulte mais informação