Fique por dentro dos principais FATOS e TENDÊNCIAS que movimentam o setor

E-commerces de farmácias apostam na economia para fisgar clientes

Acompanhe as principais notícias do dia no nosso canal do Whatsapp

Nada de prometer entrega rápida. A economia de custos vem sendo a principal estratégia dos e-commerces de farmácias para fisgar e fidelizar clientes. É o que apontou a última enquete do Panorama Farmacêutico. Do total de profissionais que manifestaram sua opinião, 76% indicaram a oferta de frete grátis ou acessível como benefício mais comum nas farmácias onde atuam. Somente 17% citaram o delivery em uma hora, enquanto o Clique e Retire recebeu apenas 9% das menções, revelando que o consumidor busca uma jornada digital realmente completa. E-commerces de farmácias ganham volume e credibilidade Um estudo da ecommerceDB coloca o Brasil como um dos 15 maiores mercados de vendas online do mundo. E três e-commerces de farmácias figuram entre os campeões de crescimento. Na terceira posição, o portal da Droga Raia mais que dobrou as vendas líquidas entre 2020 e 2021, com crescimento de 152%. Juntamente com o site da Apple, é a única loja digital no estudo que também está entre os 20 maiores e-commerces em faturamento. Em quarto lugar está a Drogasil, cujo avanço foi de 85%. Já a Drogaria Minas-Brasil vem na sexta posição, com alta de 75%. Outra pesquisa indicou as plataformas de comércio eletrônico com melhor reputação no varejo farmacêutico, confirmando que a relação custo-benefício tem grande relevância na percepção do usuário. “Hoje, 31,4% dos consumidores já se consideram usuários habituais dos e-commerces de farmácias. E esse público avalia que as drogarias com imagem mais positiva são as bandeiras regionais e de formato popular”, justifica Sandro Cimatti, sócio-diretor da CVA Solutions e responsável pelo estudo. Associativismo avança no digital. Já as independentes... Enquanto as redes tradicionais consolidam-se no comércio eletrônico, farmácias associativistas iniciaram o desenvolvimento de plataformas exclusivas. É o caso da Febrafar e da Farmarcas, que lançaram um sistema de e-delivery voltado aos 12 mil PDVs que integram os dois grupos. A plataforma possibilita que as farmácias forneçam benefícios exclusivos a seus clientes. “No próprio aplicativo, será possível ativar ofertas, escolher e comprar produtos e efetuar o pagamento”, informa Marcelo Dantas, diretor de inovação da Farmarcas. Já as farmácias independentes ainda parecem estar em outra era. Segundo levantamento do Instituto Axxus com 420 proprietários de pequenos PDVs, apenas 1% dessas lojas tem sistemas parametrizados para gerenciar ofertas e descontos, enquanto 92% sequer utilizam plataformas de marketplace. “Identificamos a falta de integração eletrônica com distribuidoras em 95% dos casos, o que impede uma compra baseada em aspectos técnicos”, critica Rodnei Domingues, autor do estudo. Nova enquete A nova enquete é uma clara alusão à saudabilidade, conceito que deve ditar o rumo das lojas físicas do varejo nos próximos anos. Mas como sua farmácia está se adaptando a essa nova realidade? Ou nada mudou no seu PDV? Participe e colabore para o debate.Nada de prometer entrega rápida. A economia de custos vem sendo a principal estratégia dos e-commerces de farmácias para fisgar e fidelizar clientes. É o que apontou a última enquete do Panorama Farmacêutico.

Do total de profissionais que manifestaram sua opinião, 76% indicaram a oferta de frete grátis ou acessível como benefício mais comum nas farmácias onde atuam. Somente 17% citaram o delivery em uma hora, enquanto o Clique e Retire recebeu apenas 9% das menções, revelando que o consumidor busca uma jornada digital realmente completa.

E-commerces de farmácias ganham volume e credibilidade

Um estudo da ecommerceDB coloca o Brasil como um dos 15 maiores mercados de vendas online do mundo. E três e-commerces de farmácias figuram entre os campeões de crescimento.

Na terceira posição, o portal da Droga Raia mais que dobrou as vendas líquidas entre 2020 e 2021, com crescimento de 152%. Juntamente com o site da Apple, é a única loja digital no estudo que também está entre os 20 maiores e-commerces em faturamento. Em quarto lugar está a Drogasil, cujo avanço foi de 85%. Já a Drogaria Minas-Brasil vem na sexta posição, com alta de 75%.

Outra pesquisa indicou as plataformas de comércio eletrônico com melhor reputação no varejo farmacêutico, confirmando que a relação custo-benefício tem grande relevância na percepção do usuário. “Hoje, 31,4% dos consumidores já se consideram usuários habituais dos e-commerces de farmácias. E esse público avalia que as drogarias com imagem mais positiva são as bandeiras regionais e de formato popular”, justifica Sandro Cimatti, sócio-diretor da CVA Solutions e responsável pelo estudo.

Associativismo avança no digital. Já as independentes…

Enquanto as redes tradicionais consolidam-se no comércio eletrônico, farmácias associativistas iniciaram o desenvolvimento de plataformas exclusivas. É o caso da Febrafar e da Farmarcas, que lançaram um sistema de e-delivery voltado aos 12 mil PDVs que integram os dois grupos.

A plataforma possibilita que as farmácias forneçam benefícios exclusivos a seus clientes. “No próprio aplicativo, será possível ativar ofertas, escolher e comprar produtos e efetuar o pagamento”, informa Marcelo Dantas, diretor de inovação da Farmarcas.

Já as farmácias independentes ainda parecem estar em outra era. Segundo levantamento do Instituto Axxus com 420 proprietários de pequenos PDVs, apenas 1% dessas lojas tem sistemas parametrizados para gerenciar ofertas e descontos, enquanto 92% sequer utilizam plataformas de marketplace. “Identificamos a falta de integração eletrônica com distribuidoras em 95% dos casos, o que impede uma compra baseada em aspectos técnicos”, critica Rodnei Domingues, autor do estudo.

E-commerces de farmácias

Nova enquete

A nova enquete é uma clara alusão à saudabilidade, conceito que deve ditar o rumo das lojas físicas do varejo nos próximos anos. Mas como sua farmácia está se adaptando a essa nova realidade? Ou nada mudou no seu PDV? Participe e colabore para o debate.

Fonte: Redação Panorama Farmacêutico

Notícias Relacionadas

plugins premium WordPress
error: O conteúdo está protegido !!