fbpx
O maior canal de informação do setor

Em Simple Organic, o início da expansão externa

313

Em cinco anos, a startup catarinense tem um ícone de beleza nacional em branco, chamou a atenção da gigante Hypera e começou a se expandir pelo mundo nos Estados Unidos.

Foi em uma edição da São Paulo Fashion Week, também em 2017, que a startup catarinense Simple Organic entrou no mercado com uma linha de maquiagem biológica. A fundadora Patricia Lima conhecia bem o mundo da moda onde trabalhou como representante artística por 8 anos. Com o nascimento de sua filha Maya, ele procurou adotar para dar uma contribuição para ‘um mundo mais seguro’, mas naquela época ele não se colocou no setor em casos aplicáveis em termos de sustentabilidade.

Olhando para a Europa e os Estados Unidos, no entanto, ele descobriu que a boa aparência em branco estava explodindo. Honest, através da atriz norte-americana Jessica Alba, por exemplo, já era um fenômeno com cosméticos em branco e tecidos crus sem animais em 2016. Ela para vender seu escritório e investir na criação do Simple, expandindo-se em Milão e gerando peças de maquiagem no Brasil. Fórmulas orgânicas, sem parabenos, geleia de petróleo e afins.

A compra imediata e o comprometimento dos consumidores da Geração Z chamaram a atenção da gigante Hypera Pharma, que adquiriu participação majoritária na empresa no ano passado. A farmacêutica, que registrou vendas de R$ 4,3 bilhões até setembro de 2021 e está avaliada em R$ 18,9 bilhões, incorporou o Simple em sua divisão de dermocosméticos, também integrada pela Mantecorp, que tem a Episol como uma de suas marcas mais proeminentes, e a Bioage.

Completando seu primeiro ano no portfólio da organização farmacêutica Hypera, a Simple inicia em fevereiro sua expansão no exterior nos Estados Unidos com 20 de seu cardápio de cosméticos orgânicos, veganos, naturais, sem crueldade e sem gênero. A estratégia começa com as vendas em seu próprio e-commerce, a fim de medir o interesse dos norte-americanos na ‘beleza limpa’ brasileira.

As marcas ‘clean good looks’ são aquelas cujos produtos são baseados na combinação de funcionalidade e fitness (tanto do quadro quanto do planeta). É o setor de dinamismo máximo em boa aparência em todo o mundo hoje, estimado em US$ 24 bilhões até 2024, segundo a consultoria Statista. Ansiosas por manter seus portfólios atualizados diante das demandas das novas gerações, as principais equipes do setor têm se aproximado dessas marcas, como a Hypera tem feito com o Simple.

As novas marcas de boa aparência branca em geral nasceram virtuais e com premissas semelhantes à sustentabilidade. Em 2019, o Grupo Shiseido comprou a jovem americana drunk elephant favorita por US$ 845 milhões, enquanto a Unilever, que já era dona da marca de nicho, Ren, comprou a Tatcha por US$ 500 milhões.

A Simple Organic chega aos Estados Unidos através de um mercado onde, ao contrário do Brasil, o ‘look inteligente em branco’ já está bem estabelecido. Um termômetro inteligente da importância dessa categorização para quem compra cosméticos é que o site americano da Sephora, gigante de distribuição cosmética do grupo LVMH, conta entre as categorias de produtos o setor ‘branco’, produtos transparentes em sua formulação, a origem dos tecidos crus e a ausência de ingredientes nocivos, e o ‘planeta branco positivo’, com as ‘marcas em branco mais ambiciosas do projeto para substituir o aspecto inteligente da paisagem e da Terra para melhor’.

No Brasil, em 2021, o Simples faturou R$ 39 milhões, superando a meta de R$ 34 milhões estabelecida em novembro. Cresceu ao criar um mercado de boa aparência em branco, juntamente com marcas de varejo mais nichos, como Sallve e Care Natural Beauty.

O acesso da Hypera foi decisivo para que o Simples saísse do nicho das redes sociais da Geração Z e garantiu um incentivo à expansão para além do virtual, alcançando 25 franquias, 3 pontos de venda próprios e muitas farmácias, canal que leva o Simples na jornada de uma de suas irmãs na divisão dermocosmética, Mantecorp (que tem a Episol como seu carro-chefe).

A Hypera tem participação majoritária na Simple Organic, mas a extensão do trecho foi revelada ao mercado. A fundadora, Patricia Lima, trabalha na empresa como CEO, de onde define as jornadas do Simple ao ritmo das startups, embora em uma casa de SA. O horizonte de suas folhas de preparação, diz o executivo, nunca ultrapassa os 3 meses, uma novidade para a clássica estrutura farmacêutica.

‘Antes de fechar com a Hypera eu estava conversando com vários fundos, que só mostravam planilhas com projeções de expansão. Na Hypera, também descobri mulheres no conselho de diretores. E eles me perguntaram quais eram meus sonhos para a marca. Respondi que procurei democratizar a beleza fitoterápica, procurei dinheiro para investir em sustentabilidade e inovar. Apostam na minha gestão’, diz Patrícia, que descreve seu gosto pela liderança como ‘sensorial e intuitivo’.

Como explicou o CEO, o controle feminino em essência – tão raro quanto o próprio estilo de vida das mulheres no ponto das corporações, apenas 3,5% do total, segundo a BR Rating. No mundo das startups, os números não são mais animadores. O conhecimento do Banco Mundial mostra que, em países emergentes, apenas 11% das corporações que baixam financiamento são lideradas por mulheres. E quando conseguem se financiar, o valor que eles alcançam é, em média, 65% menor do que o que é confiado aos empresários homens.

O ceo da Simple diz que ela está comprometida em converter números de unidades. ‘Meu propósito para 2022 é organizar melhor meu tempo para que eu possa me dedicar a ser um investidor anjo para outras mulheres. Preciso ser aquela mulher que apoia as mulheres. Temos muito conhecimento que mostra que quanto mais conselheiros houver nos conselhos, maiores são as chances de sucesso de uma empresa.

Patricia ilustra seu gosto por combinar instinto com números com uma reposição dos planos de acesso dos EUA. O plano inicial de começar a ser vendido em novembro, com apenas os vendedores mais produtivos, seis ou sete peças das 85 no portfólio.

‘Eu me senti desconfortável com isso, e um tempo antes de enviar os produtos, eu substituí meus planos. Se eu olhasse as planilhas, teria saído como estávamos. Mas ouvi meu instinto e optei pela progressão de um mapa de produtos que conta a história da marca, que mostra quem é o Simple. Então eu pensei que nós íamos pegar 20 peças e adiar o início das vendas até fevereiro.

Os americanos encontrarão produtos de cuidados faciais, óleos e boca, incluindo óleos faciais de andiroba, copaiba e patauá, e respostas de remédios veganos e super tecnológicos como ácido glicólico, niacinamida e o ‘retinol like’. A variedade de produtos que chamam os ingredientes da primeira linha foram criados para trazer a história de um logotipo capaz de fornecer uma solução completa para quem procura cuidados à base de plantas.

Para ela, seguir o sentimento é, os números como equipe para tomar decisões que também são guiadas através de objetivos de longo prazo, sonhos e autoestima. ‘Se der errado, acho que encontrarei uma solução. Você não pode esperar por certezas, o Brasil é uma posição que nunca te dá certezas.

Uma das situações mais exigentes do Simple para os próximos anos é fortalecer ainda mais suas políticas de crescimento sustentável. O logotipo é sobre ser ‘o mais sustentável possível’, mas a preferência da empresa por impacto positivo agora enfrenta dificuldades na origem e viabilidade de fórmulas e insumos seguros. Patrícia explica que para a embalagem, por exemplo, há pouquíssimas características recicláveis no Brasil.

‘Não basta um pacote ser feito de tecidos recicláveis, estamos comprometidos com o ato de reciclagem. Por exemplo, há embalagens recicláveis que são coloridas. No entanto, é muito complicado localizar quem recicla tecidos com pigmentos, por isso não podemos usá-los. Isso acaba atrasando alguns lançamentos’, diz o CEO.

‘Nós expandimos com a equipe R

* Ao contrário do que foi publicado, a Simple Organic relata que o novo plástico evoluiu com a geração chinesa e que ‘se torna alimento de peixe’ continuará em embalagens como sacos. As garrafas do produto adotam outros plásticos verdes sem essa propriedade.

Griselli, que é o diretor de lucros da empresa desde julho de 2019, tem sido o principal convocado para atualizar Labriola, que se tornou CEO da Telecom Italia, como parte de uma oferta bilionária no valor do fundo KKR.

A Méliuz lança um novo aplicativo que virá com uma conta virtual, um novo cartão de crédito próprio e investimentos em bitcoin incorporados ao serviço de compras. Fundador e CEO Israel Salmen explica por que não precisa ser ‘outro banco virtual’

Em troca verbal com Cesar Antonelli, diretor executivo de operações locais do logotipo, o Credit Suisse destaca o plano da cadeia alimentar mexicana de aumentar o número de pontos de venda no Brasil, mas enfatiza a necessidade de trabalhar em questões como margens de entrega e construção de logotipos.

A empresa lançará um serviço de vendas do WhatsApp, fará entregas em 15 minutos, remodelará a rede de supermercados e abrirá novas lojas. Sem o ‘peso’ do Extra, teremos que provar ao mercado que ele pode decolar. CEO Jorge Faisal aponta seu plano

A ‘economia doméstica’, a presença de marcas na esfera doméstica dos consumidores e o ‘prazer em todos os lugares’, que consiste em entreter e divertir os clientes, são as novas situações exigentes para as empresas. Consultor Carlos Ferreirinha explica os motivos

Eles recuperam videiras antigas em uma região afetada por um terremoto na década de 1930 e geram vinhos. Gonzalo Guzmán, Pedro Parra e François Massoc estão entre os visionários que salvam o além da região de Itata

Com uma costa marítima muito mais longa que a da Espanha, o país ainda resiste ao ecolabel da Bandeira Azul, que tem atraído viajantes e investidores de todo o mundo.

O documentário ‘Tiktok, Boom’, uma das atrações do Festival de Sundance, analisa como o aplicativo chinês eclipsou o Facebook, Twitter e Instagram, encaixando-se na quintessencial rede social da Geração Z.

Pouco conhecido do público em geral, o empresário e cafeicultores Paulo Prado testou sua reputação na elite paulistana para viabilizar economicamente a ocasião que impacta o cenário cultural brasileiro há cem anos. Mário de Andrade cometeu macunaíma

Com um modelo inegável, entregando pão para a casa dos clientes e criando estruturas leves, a empresa planeja ter sucesso em 140 jogos até 2024.

O banco acelera suas atividades em 2021 e alcança o resultado mais produtivo de sua história graças a uma série de projetos focados na experiência do visitante

O PicPay já é uma das marcas mais conhecidas do país, mas agora é a hora de mostrar aos brasileiros todo o seu potencial. Saiba como a empresa vai usar uma nova cruzada com o slogan ‘Incomum’ e o BBB para isso

Lançada no final de 2021, a escola de educação continuada da Avenue oferece cursos de assinatura voltados para o segmento de investimento estrangeiro. Esse é mais um passo através da empresa para facilitar ativos estrangeiros.

A empresa contratou mais de 1. 000 profissionais para a caixa de geração em 2021, com 800 previstos para chegar em 2022. O objetivo: tornar a XP a instituição financeira mais valiosa e bem sucedida da América Latina em três anos.

Com uma proposta ‘gnóstica’ que integra todos os canais de captura (PSPs), o SiTef da Fiserv revolucionará a automação comercial de varejo com a aceitação da Pix em 2022

Atualmente, 99% dos serviços públicos do país, como registro de empresas, certidões de nascimento e pagamentos, estão disponíveis online. A alta conectividade gera ganhos para o PIB e ajuda os cidadãos a ter mais tempo livre.

Opinião daqueles que dominam questões econômicas.

Fonte: Nas Notícias

Veja também: https://panoramafarmaceutico.com.br/simple-organic-abre-sua-loja-carbon-friendly-para-venda-de-marcas-parceiras/

Cadastre-se para receber os conteúdos também no WhatsApp  e no Telegram

Jornalismo de qualidade e independente O Panorama Farmacêutico tem o compromisso de disseminar notícias de relevância e credibilidade. Nossos conteúdos são abertos a todos mediante um cadastro gratuito, porque entendemos que a atualização de conhecimentos é uma necessidade de todos os profissionais ligados ao setor. Praticamos um jornalismo independente e nossas receitas são originárias, única e exclusivamente, do apoio dos anunciantes e parceiros. Obrigado por nos prestigiar!
Você pode gostar também

Esse site utiliza cookies para aprimorar sua experiência de navegação. Mas você pode optar por recusar o acesso. Aceitar Consulte mais informação