O maior canal de informação do setor

Empresários atuam para democratizar acesso às vacinas

525

Enquanto alguns empresários defendem privilégios na vacinação contra a Covid-19, outros arregaçam as mangas para ampliar e agilizar o acesso. O movimento Unidos pela Vacina, lançado em fevereiro e encabeçado por Luiza Trajano, presidente do conselho do Magazine Luiza, prevê encerrar nesta quarta-feira, dia 31, um mapeamento de gargalos para a imunização no estado de São Paulo.

Segundo a Folha de S.Paulo, 345 prefeituras já enviaram respostas ao movimento e outras cem devem encaminhá-las até amanhã. O mapeamento tem como objetivo direcionar a captação de doações de insumos como seringas e materiais de proteção para os agentes de saúde. O movimento não preconiza transferências em dinheiro nem compra de vacinas.

Em São Paulo, o movimento é representado por Rodrigo Galindo, presidente da Cogna Educação, e pela advogada Alexandra Segantin, do Grupo Mulheres do Brasil. Associações de diferentes estados já aderiram à iniciativa, assim como entidades setoriais, a exemplo da  Abrafarma.

Doação de vacinas

Já a Natura & Co assina nesta terça-feira, dia 20, um acordo com a Frente Nacional de Prefeitos para doar R$ 4 milhões, que serão revertidos para a compra de vacinas e insumos hospitalares. A multinacional reiterou que o objetivo é atender a saúde pública e não vai adquirir doses para imunizar seus funcionários e colaboradores.

“Não conseguiremos avançar como nação se pensarmos só em interesses individuais. Sem a universalização da vacina, condições básicas de atendimento médico e segurança alimentar, ampliaremos o fosso social e as divisões que tornam o país tão desigual e injusto”, pontuou João Paulo Ferreira, presidente da companhia para a América Latina, em entrevista à Folha de S.Paulo.

​Fonte: Redação Panorama Farmacêutico


Cadastre-se para receber os conteúdos também no WhatsApp  e no Telegram

Jornalismo de qualidade e independente
Panorama Farmacêutico tem o compromisso de disseminar notícias de relevância e credibilidade. Nossos conteúdos são abertos a todos mediante um cadastro gratuito, porque entendemos que a atualização de conhecimentos é uma necessidade de todos os profissionais ligados ao setor. Praticamos um jornalismo independente e nossas receitas são originárias, única e exclusivamente, do apoio dos anunciantes e parceiros. Obrigado por nos prestigiar!

Você pode gostar também

Esse site utiliza cookies para aprimorar sua experiência de navegação. Mas você pode optar por recusar o acesso. Aceitar Consulte mais informação