O maior canal de informação do setor

Especialista alerta para aumento de crises alérgicas com o tempo seco

122

Crises alérgicas – Com o frio e a escassez de chuvas, a baixa umidade do ar prejudica o nosso sistema respiratório, deixando o organismo mais suscetível a desenvolver e agravar quadros de alergia. Segundo estudo do ISAAC¹ (Internacional Study of Asthma and Allergies), a rinite compromete cerca de 26% crianças e 30% dos adolescentes, já que o sistema imunológico ainda está se desenvolvendo.

Ácaros da poeira, pelos de animais domésticos e pólen das flores são alguns dos agentes que causam alergias. Os poluentes que ficam mais concentradas no ar seco também são irritantes da mucosa nasal e podem agravar os sintomas respiratórios.

A Dra. Priscila Moraes (CRM 145127) explica que nas grandes cidades o problema fica mais grave, por conta da dificuldade da dispersão de gases poluentes. E os ambientes mais fechados por causa do frio, em que o ar não circula de forma adequada, também favorecem a reprodução de vírus e bactérias. ‘Os sintomas de alergia mais comuns são coceira, tosse seca, falta de ar, ressecamento da pele, dor de cabeça, incômodo na região abaixo dos olhos e coriza’, alerta a médica.

Diferentes tipos e causas de alergia podem desencadear os mesmos sintomas, então é importante consultar um médico para ter o diagnóstico correto. O tratamento para aliviar os sintomas pode iniciar antes mesmo da identificação da causa, com anti-histamínicos que bloqueiam a crise e possuem poucos efeitos colaterais, exceto a sonolência, no caso dos antialérgicos de primeira geração, mas que, de certa forma, podem ajudar a criança a descansar.

Já existem medicamentos genéricos e similares com os mesmos princípios ativos dos medicamentos de referência, que se tornam opções mais acessíveis ao bolso do paciente.

Além do tratamento correto, algumas medidas podem ser eficazes na prevenção:

Fique de olho na ventilação: No inverno, a tendência é fechar todas as janelas, mas os ambientes fechados impedem a circulação adequada do ar e facilitam o depósito de partículas alérgicas nas superfícies.

Use umidificadores: Esses aparelhos ajudam a equilibrar a umidade do ar no ambiente, mas devem ser utilizados corretamente para que o excesso de umidade não favoreça a proliferação de fungos. Outra solução é espalhar baldes e bacias com água pelo ambiente ou toalhas úmidas.

Evite acúmulo de poeira: O ideal é retirar todos os objetos que podem acumular poeira dentro de casa, como cortinas, tapetes, bichos de pelúcia, etc.

Dê preferência ao aspirador de pó com filtro de água ou filtro HEPA: A vassoura tende a levantar e espalhar a poeira. Se não for possível utilizar o aspirador de pó, prefira o pano úmido.

Sobre Histamin

Criada em 1976, Histamin é a marca #1 de antialérgicos do Brasil², que tem como propósito reduzir o chamado custo social da alergia, com a missão de ajudar os alérgicos a terem uma vida mais inclusiva.

Seus produtos são indicados para adultos, jovens e crianças a partir de 2 anos, nas apresentações xarope, comprimidos e creme. A marca faz parte da família Neo Química .

Histamin. maleato de dexclorfeniramina. Comprimido. MS 1.5584.0573. Xarope. MS 1.5584.0373. Indicações: tratamento de alergias, prurido, rinite alérgica, urticária, picada de inseto, conjuntivite alérgica, dermatite atópica e eczemas alérgicos. Creme. Indicações: para o alívio do prurido, alergias, coceiras, urticária e picada de inseto. MS 1.5584.0373. SE PERSISTIREM OS SINTOMAS, O MÉDICO DEVERÁ SER CONSULTADO. Agosto/2021.

Fonte: Giro Mt

Veja também: https://panoramafarmaceutico.com.br/associadas-da-augefarma-realizam-16-milhoes-de-operacoes-logisticas-mes/

Você pode gostar também

Esse site utiliza cookies para aprimorar sua experiência de navegação. Mas você pode optar por recusar o acesso. Aceitar Consulte mais informação