Fique por dentro dos principais FATOS e TENDÊNCIAS que movimentam o setor

Falta de antibiótico é mais predominante em SP

Acompanhe as principais notícias do dia no nosso canal do Whatsapp

falta de antibiotico

 

Uma pesquisa feita pelo Conselho Regional de Farmácia de São Paulo (CRF-SP) identificou a falta de antibiótico como o problema de escassez de medicamentos mais predominante em São Paulo. Segundo reportagem da Folha de S.Paulo, remédios simples e classificados como essenciais, como amoxicilina e azitromicina, são os que mais faltam nas farmácias paulistas.

Segundo o levantamento, feito com 1.152 farmacêuticos de todas as regiões do estado, 98,5% dos profissionais disseram sofrer com o desabastecimento de remédios. Entre as categorias que mais relatam ter dificuldade de comprar estão os antibióticos (93,5%), mucolíticos (76,5%), antialérgicos (68,6%) e analgésicos (60,5%). A pesquisa foi feita, de forma online, entre os dias 19 e 30 de maio deste ano. No entanto, o conselho diz que o desabastecimento persiste, sem perspectiva de ações que solucionem o problema.

Falta de antibiótico e medicamentos imprescindíveis

Outra pesquisa, feita pelo Conselho Federal de Farmácia (CFF), também identificou que 97,4% dos profissionais da área da saúde tiveram problemas com o desabastecimento de remédios imprescindíveis. O levantamento foi realizado entre 21 e 26 de junho deste ano com 883 médicos, farmacêuticos, enfermeiros e administradores de unidades de saúde de todas as unidades da Federação.

Fonte: Redação Panorama Farmacêutico

 

Notícias Relacionadas

plugins premium WordPress