Fique por dentro dos principais FATOS e TENDÊNCIAS que movimentam o setor

Feira das Farmácias Associadas movimenta R$ 50 milhões

Acompanhe as principais notícias do dia no nosso canal do Whatsapp

Feira das Farmácias Associadas movimenta R$ 50 milhões
O presidente Ben Hur Jesus de Oliveira, no comando da maior rede associativista do país

 

O ano está terminando e a temporada dos eventos setoriais também vai dando adeus a 2022. Entre os mais expressivos encontros empresariais no último trimestre do ano, está a Feira de Negócios das Farmácias Associadas.

Uma das mais pujantes redes do associativismo tem mais de 1.170 lojas espalhadas pelo Rio Grande do Sul, Santa Catarina, Paraná, Mato Grosso do Sul e Goiás. O estado gaúcho, berço das Farmácias Associadas, concentra 85% dos PDVs.

A 15ª edição do evento aconteceu de 19 a 22 de outubro em Gramado (RS) e teve cobertura especial do Panorama Farmacêutico. Ocupando uma área de 2.100 metros quadrados do Centro de Exposições Serra Park, o evento reuniu a maior parte das farmacêuticas nacionais. No total, foram 53 expositores para um público estimado em 2.500 participantes.

Segundo os organizadores, 82% dos pontos de venda estavam presentes na edição, com hospedagem e alimentação garantidas pelo evento. A feira contabilizou vendas na casa dos R$ 50 milhões – um valor 16% superior ao do último encontro, ocorrido em 2019, quando foram gerados R$ 43 milhões em negócios entre os varejistas e os expositores presentes.

“Repetimos a área da feira com praticamente o mesmo número de expositores da 14ª edição. Congregamos parceiros, principalmente distribuidores que nos atendem e farmacêuticas, em dois dias de feiras”, relata Ben Hur Jesus de Oliveira, presidente das Farmácias Associadas (foto principal). “A tônica do evento são as vendas antecipadas com condições especiais da indústria, que envolvem descontos, prazos dilatados, premiações e outros incentivos ao varejista membro”, completa.

Farmácias Associadas estimulam vendas da indústria

A maioria dos expositores consegue bater metas de negócios no primeiro dia da feira. Quase todos também trazem ao encontro “combos” de produtos a serem comercializados. “É uma feira que gera resultados. Nossa expectativa é captar R$ 8 milhões em vendas”, antecipou Marco Antônio Teixeira, diretor comercial da Hypera Pharma, que dividia o estande com a farmacêutica irmã Neo Química.

Para o gerente de demanda da Geolab, Lazaro Gutierrez, trata-se do evento comercial mais badalado do sul do país. “A feira apresenta vários predicados. Atrai muitos visitantes. Gramado é uma cidade pequena, de fácil locomoção e sobretudo turística, que todos querem conhecer. E o principal, traz boas vendas”, lembra. Outro ponto forte é a negociação direta com tomadores de decisão, sejam gestores de lojas ou responsáveis por compras. “Com isso, captamos mais CNPJs e conseguimos ampliar a participação dentro do cliente”, acrescenta.

A combinação de vendas antecipadas com bônus em forma de descontos, prazos, brindes de qualidade e atrativos como premiações acontece em um momento propício. Para a indústria e distribuidores, o evento das Farmácias Associadas acontece às vésperas de um período de baixo faturamento – dezembro e janeiro – e excelente para fazer caixa.

Já para o associado da rede gaúcha, a feira é uma oportunidade para boas compras. Nela, encontram condições especiais dos laboratórios – em média, os descontos variam de 10% a 20% e prazos de parcelamento podem chegar a 180 dias. Além disso, têm acesso a brindes significativos e concorrem a prêmios de alto valor agregado, incluindo eletrodoméstico e motocicletas elétricas.

Participantes opinam

Juliano Ducatti, gestor de seis PDVs na região de Canoas (RS)

Tenho três meses como associado. Encontrei nos estandes condições de compra muito favoráveis, que os promotores que visitam as lojas não conseguem oferecer no dia a dia

Clarice Marçal, gerente de inovação da GAM Distribuidora (foto)

A feira é um momento de congraçamento. Trouxemos nossos combos de comercialização. Além disso, operamos a logística de armazenagem e distribuição das compras dos membros das Farmácias Associadas. Por meio do programa Conexão, damos ao PDV orientação, competitividade e um melhor mix de produtos, principalmente na área de higiene e beleza

Vinícius Cardoso, gerente de contas distrital da EMS (foto)

A EMS é o principal parceiro das Farmácias Associadas, com 13% de participação dentro das lojas. Oferecemos prazos e descontos de até 95% dependendo do item. Não trouxemos prêmios e brindes, mas vamos levar 300 melhores PDVs compradores para um evento social fechado. Temos como meta visitar, mensalmente, 50% dos membros da rede em 2023. Hoje a visitação é de 30%

Rafael Barreto, da MG Company Distribuidora

Abrimos o segundo dia de exposição perto de bater uma meta de vendas audaciosa. Vamos levar também bons contatos pós-feira

Aline Mendes, gerente nacional de distribuição farma da Colgate-Palmolive (foto)

Viemos promover a plataforma de compras diretas Loja Colgate Farma para os varejistas da rede. Hoje 30% já usam a ferramenta, mas o objetivo é alcançar uma participação de 50% entre os associados. Na feira, apresentamos um combo de produtos com 20% de desconto nas compras pela ferramenta

Raquel Cardoso, gestora de três PDVs na região de São Pedro da Serra (RS)

Compareço há 11 anos na feira, mas este ano os descontos estão melhores. Além disso, consegui até 150 dias de prazo, com pagamento parcelado na compra de itens de higiene e beleza

Rede tem forte presença em cidades pequenas e médias

As Farmácias Associadas estão à frente da Panvel e Farmácias São João em número de lojas no varejo farmacêutico nacional. Do total de PDVs espalhados por quatro estados, 1.004 estão localizados no Rio Grande do Sul. A rede está presente em 302 dos 498 municípios gaúchos e agrega mais de 3 milhões de clientes ativos.

Em faturamento, ocupa a terceira posição entre as varejistas farmacêuticas do Rio Grande do Sul. Nos últimos 12 meses até setembro, as Farmácias Associadas movimentaram R$ 1,47 bilhão, valor que a coloca no 11º lugar no ranking setorial. Faz parte da Febrafar, onde se destaca também como a maior varejista entre as empresas que compõem a entidade. Caso fizesse parte da Abrafarma, seria a 10ª maior rede afiliada à entidade.

“Trata-se de uma rede associativista raiz, com membros muito participantes e comprometidos com a marca”, enfatiza Edson Tamascia, presidente da Febrafar. “Eles têm uma operação muito bem estruturada e eficiente, o que vem atraindo cada vez mais interessados de outros estados em se unir à bandeira”, completa.

Desde 2018, as Farmácias Associadas deixaram os limites estaduais do Rio Grande do Sul e fincaram a marca no Mato Grosso do Sul, atualmente com 113 lojas. No ano passado, mesmo com a pandemia, a expansão prosseguiu por meio da adesão das primeiras farmácias independentes em Goiás (29 lojas) e Santa Catarina (24). “Temos, em média, 22 candidatos mensais batendo em nossa porta interessados em aderir à bandeira”, revela o diretor de patrimônio da rede, Leomar Rebhein. Está no radar da direção da rede associativista entrar nos mercados do Mato Grosso e Paraná nos próximos anos.

O perfil do associado

O faturamento mensal de uma loja das Farmácias Associadas é bastante heterogêneo, variando de acordo com o porte da cidade. A maioria dos pontos de venda está situado em centros com menos de 300 mil habitantes. Na região metropolitana de Porto Alegre, a rede apresenta uma presença tímida com apenas 140 lojas.

“A rede mantém 630 associados, em geral pequenos empresários de formação farmacêutica. Cerca de 60% dos membros têm apenas um PDV. Os 40% restantes controlam, em média, três lojas”, esclarece Ben Hur Jesus de Oliveira. A organização conta com um centro administrativo na capital gaúcha, onde funciona também a central de compras para os associados.

A rede não possui centro logístico próprio. A armazenagem e logística de distribuição de medicamentos e produtos de OTC está a cargo da parceira GAM Distribuidora. “Potenciais fornecedores precisam saber quem somos e o potencial de vendas que nosso grupo representa”, lembra Oliveira.

Loja de Gramado tem robô no comando do estoque

Desde setembro, uma das lojas membro das Farmácias Associadas conta com um robô operando 100% do estoque. O PDV em questão está localizado em Gramado. A tecnologia possibilita receber, armazenar, organizar, controlar produtos, incluindo o nível do estoque e as datas de vencimento, além de selecionar medicamentos para dispensação no balcão, entrega e encaminhamento para outras dez unidades.

Fornecido pela BD Rowa, o robô realiza o inventário da loja, que soma cerca de 22 mil itens, em apenas três minutos. “Anteriormente, a operação manual demandava até 16 dias e estava sujeita a erros humanos. Com a chegada do novo equipamento, a eficiência nos processos da loja melhorou em múltiplos aspectos”, lembra Bruno Narciso, um dos donos da loja.

“Os atendentes passaram a ter mais tempo para dar atenção aos clientes, deixando de lado atividades mecânicas e repetitivas ligadas à armazenagem e manipulação de caixinhas de produtos. Não é preciso mais conferir medicamentos, olhar validade e organizar o estoque”, destaca o outro sócio, Rafael Kleinkauf. Totalmente repaginada e com novo layout, que contempla área exclusiva e segregada para armazenagem e operação do robô, a loja ganhou ainda 100 metros quadrados de espaço de venda. “Temos 280 metros quadrados de espaço de vendas e atendimento”, completa.

O robô de 11 toneladas opera com base em inteligência artificial, que alcança três metros por segundo e atua por meio do sistema multipicking. Em dez segundos pode entregar várias caixas de medicamentos.

Com o recebimento da prescrição, o farmacêutico ou atendente coloca os dados dos medicamentos no sistema. A partir desse primeiro passo, o robô opera em três fases – admissão, quando recebe, via sistema, todos os dados da prescrição; preparação, com a seleção dos medicamentos de acordo com a quantidade e dosagem; e dispensação, por meio de esteira que leva os produtos até o balcão. O processo leva no máximo 30 segundos.

A tecnologia faz o controle imediato do estoque, após dispensar cada medicamento, repondo de acordo com a demanda cotidiana da farmácia, evitando atrasos, erros e inconformidades no próprio inventário.

FARMÁCIAS ASSOCIADAS

Fundação: 1999
Faturamento: R$ 1,47 bilhão
Número de lojas: 1.170 em cinco estados (Rio Grande do Sul, Santa Catarina, Paraná, Mato Grosso do Sul e Goiás)
Clientes ativos: + 3 milhões
Número de funcionários: + 6,4 mil

Fonte: Redação Panorama Farmacêutico

Notícias Relacionadas

plugins premium WordPress
error: O conteúdo está protegido !!