Fique por dentro dos principais FATOS e TENDÊNCIAS que movimentam o setor

Faturamento da Eurofarma aproxima-se de R$ 10 bilhões

Acompanhe as principais notícias do dia no nosso canal do Whatsapp

faturamento da Eurofarma
Divulgação

O faturamento da Eurofarma chegou a R$ 9,1 bilhões em 2023. O resultado consolidou a indústria farmacêutica brasileira na liderança em prescrições no país e agora também na América Latina.

Os indicadores integram o balanço anual da companhia divulgado nesta quarta-feira, dia 27, e contemplam as operações nos 22 mercados onde o laboratório mantém operações. A receita líquida avançou 14% em relação ao ano passado, garantindo um market share de 4,6% no continente. A lucratividade aumentou na mesma proporção e somou R$ 6 bi.

Considerando somente o Brasil, a receita cresceu 9% sobre o ano anterior e totalizou R$ 7,3 bilhões.  A participação de mercado atingiu 10%.

Exterior impulsiona faturamento da Eurofarma

Mas foi o Exterior o principal impulso para incrementar o faturamento da Eurofarma. As operações em países como Chile, Colômbia, Equador, México e Peru tiveram alta de 39% e movimentaram R$ 1,8 bilhões. O mercado internacional já representa 20% do volume de negócios.

Um dos carros-chefes da atuação internacional do laboratório vem sendo a Genfar, fabricante colombiana cuja aquisição foi concluída no ano passado. Com planta na Colômbia e presença no Equador e Peru, a indústria farmacêutica pertencia à Sanofi e passou a ser o braço de genéricos da Eurofarma em toda a América Latina, com exceção do Brasil.

As categorias que mais impulsionaram o faturamento da Eurofarma

O faturamento da Eurofarma teve como principais âncoras as unidades de prescrição, em especial de medicamentos oncológicos, genéricos e OTC. As aquisições de marcas e licenças da Sanofi concretizadas no segundo trimestre – além da Genfar, Valda e Medimetriks – agregaram R$ 389 milhões à receita líquida.

Outro estímulo para os resultados foi o lançamento da marca OAZ de cuidados pessoais, incluindo protetor solar, hidratantes e enxaguante bucal.

O ritmo de lançamentos foi intensificado a partir de um aporte de R$ 615 milhões em pesquisa e desenvolvimento. A farmacêutica brasileira fechou 2023 com mais de 350 projetos no pipeline de inovação incremental. O ano teve mais de 200 novos produtos.

Notícias Relacionadas

plugins premium WordPress
error: O conteúdo está protegido !!