O maior canal de informação do setor

Inovação reduz custos e amplia acesso a planos de saúde

522

Não há dúvidas de que a pandemia de covid-19 causou uma verdadeira revolução no sistema de saúde. Em um cenário pandêmico, as empresas se reinventaram e buscaram soluções inovadoras para movimentar o setor. A prova disso é o crescimento das chamadas healthtechs – empresas que desenvolvem soluções tecnológicas para a área da saúde. No 1º trimestre de 2021, elas receberam investimentos de mais de US$ 91,7 milhões. Esse número representa 85% de todo o valor investido em 2020, segundo relatório Inside Healthtech Report, da plataforma Distrito. De forma ágil, elas ajudam a ampliar o acesso a planos de saúde, atrair investidores e dar fôlego ao atendimento de pacientes e ao trabalho dos médicos.

‘Um bom exemplo disso é a telemedicina, tema que já foi tabu na área médica, mas que ganhou popularidade e escala desde o início da pandemia, permitindo o acesso médico a milhares de pessoas, sem colocá-las em risco. Além de facilitar atendimentos e procedimentos médicos, com muito mais agilidade, o uso da tecnologia também tem um impacto significativo nos custos, contribuindo para que mais pessoas tenham acesso à saúde suplementar no Brasil’, explica Alessandro Acayaba de Toledo, advogado especializado em direito na saúde e presidente da Anab (Associação Nacional das Administradoras de Benefícios).

Veja também: https://panoramafarmaceutico.com.br/farmacias-estao-atrasadas-na-adequacao-a-logistica-reversa/

Para Acayaba de Toledo, os avanços tecnológicos também permitiram que as administradoras de benefícios, em parceria com as operadoras, criassem planos e produtos com custos mais acessíveis para a população, levando em consideração o perfil e as necessidades de cada cliente. ‘A iniciativa é essencial para que as pessoas consigam manter o seu benefício, a um custo menor, mas sem perder a qualidade dos serviços e atendimentos.’

Foi o que fez a Qualicorp ao investir na cultura data-driven – ciência que utiliza métodos científicos, estatísticos e análise por algoritmos aplicados ao Big Data para extrair informações estratégicas – para oferecer produtos sob medida para os clientes. ‘Isso ajuda a customizar os serviços oferecidos aos nossos clientes. Traz agilidade para o negócio e proporciona uma compreensão mais assertiva dos nossos consumidores, oferecendo produtos mais adequados ao perfil deles’, conta Carlos Eduardo Martins, diretor técnico de Produtos e Expansão da administradora de benefícios. Martins ressalta ainda que a inovação tecnológica é um instrumento que gera vantagem competitiva de custos e qualidade para o setor.

A partir da iniciativa, a Qualicorp identificou uma demanda e, em parceria com a SulAmérica, lançou em 2020 o inédito plano de saúde coletivo por adesão familiar. Por meio dele, o usuário que contrata o plano e inclui um ou mais dependentes tem desconto de 9% na mensalidade de todos os usuários, inclusive do titular do benefício. Ou seja, em um ano, o cliente economiza mais de uma mensalidade inteira.

Outra inovação da Qualicorp com a SulAmérica é o plano de saúde que conta com seguro contra desemprego, lançado neste ano. O benefício, sem custo adicional para o cliente, garante a manutenção do plano por até 6 meses em caso de perda do emprego com carteira assinada. Caso o beneficiário precise recorrer ao seguro de proteção financeira por causa de perda do emprego em regime de CLT, a indenização garante até 6 parcelas do valor integral do plano de saúde, com teto de R$ 6 mil por mês.

Além disso, tanto para celetistas quanto para autônomos, o recurso também vale caso o cliente fique incapaz de trabalhar, como resultado de acidente ou doença. O seguro garante ainda uma indenização do capital segurado relativo à cobertura, de uma só vez, em caso de morte acidental do titular do benefício. ‘É uma proteção financeira, garantindo acesso aos serviços de saúde, enquanto a pessoa tem um tempo para se recolocar ou se ajustar financeiramente’, destaca Martins.

A administradora também oferece outros benefícios importantes para seus clientes, a exemplo do ePharma. O programa de benefícios de medicamentos oferece mensalmente R$ 150 por vida na compra de genéricos com prescrição. Além disso, o beneficiário tem até 80% de descontos em mais de 9 mil medicamentos de referência na rede credenciada do programa. ‘Saúde não é só ir ao médico. Tem que dar continuidade no tratamento de saúde, e o medicamento é fundamental nesse processo. É um benefício diferenciado’, explica o diretor.

A possibilidade de criar produtos mais adequados às necessidades dos clientes justifica o investimento em sistemas de tecnologia modernos. ‘Hoje, é possível ter uma assertividade no atendimento ao cliente, sem fila de espera, via WhatsApp, bot, por exemplo. O cliente passa a ter tudo na palma da mão’, conta Acayaba de Toledo, da Anab.

Leia no infográfico outras tecnologias que estão na mira do setor de saúde para garantir melhor atendimento e oferecer produtos e serviços mais alinhados às necessidades dos beneficiários:

Healthtechs apontam soluções para o setor

A necessidade por inovação na área da saúde também fez aumentar o número de healthtechs. Atualmente, a saúde é o 3º setor com o maior número de startups, de acordo com a plataforma Distrito. É o caso da Funcional Health Tech e da Bionexo.

Com mais de 300 clientes corporativos e 10 milhões de pacientes beneficiados, a Funcional Health Tech investe em um sistema inteligente de informações que permite cruzar dados, com possibilidade de análises e alta capacidade de customização. ‘Oferecemos soluções inovadoras para todo o segmento healthcare, o conectando às maiores redes de farmácias presentes no país’, descreve a diretora de Negócios Pharma da empresa, Andréa Uchôa.

Líder em inteligência de dados e serviços de gestão no setor de saúde no Brasil, a Funcional conecta indústria farmacêutica, paciente, pontos de venda e distribuidores. Uma das soluções que oferece é um programa de comunicação com o consumidor, no qual as indústrias repassam seus descontos por meio de uma plataforma gerenciada pela companhia. Com isso, o acesso ao medicamento é facilitado, promovendo maior adesão ao tratamento.

‘Temos tecnologias capazes de garantir que as empresas com as quais trabalhamos possam subsidiar medicamentos para seus colaboradores. Seria o equivalente ao plano de medicamentos, assim como você tem o plano de saúde’, explica Andréa Uchôa. ‘Por meio de um cartão físico ou virtual, no nosso aplicativo, o beneficiário vai até a farmácia e compra o medicamento’, detalha.

De acordo com a executiva, em 2020, a Funcional registrou faturamento de R$ 110 milhões, alta de 14% em relação a 2019. Em um novo plano de expansão, a empresa investirá R$ 100 milhões até 2023.

A aposta é crescer entre as empresas de médio porte com interesse em ofertar benefícios voltados para a saúde do colaborador, adianta a diretora. O sistema funciona da seguinte forma: ao contratar o benefício, as empresas oferecerão aos colaboradores abrangência de uma rede credenciada de mais de 17 mil farmácias em todo o país, com descontos competitivos, e a opção de desconto em folha do valor referente aos itens adquiridos com o benefício. O acesso às facilidades se dá por meio de um aplicativo da Funcional Card.

Já a multinacional brasileira Bionexo conecta mais de 2 mil hospitais e outras instituições do setor a mais de 20 mil fornecedores de medicamentos e suprimentos hospitalares no Brasil, na Argentina, na Colômbia e no México. Por ano, em uma de suas plataformas, são transacionados mais de R$ 12 bilhões de negócios no mercado da saúde, o que corresponde a cerca de 20% de tudo que é negociado no setor privado no país.

No Brasil, que representa 80% dos negócios da companhia, a Bionexo tem impacto direto em cerca de 40% dos leitos privados e 64% dos leitos de alta complexidade. Pelos seus sistemas, passam todos os dias mais de 2 mil cotações de preços e condições para mais de 20 mil itens – de alimentação e medicamentos a equipamentos de diagnóstico de alta complexidade.

O vice-presidente de Tecnologia e Produto da Bionexo, Ubirajara Maia, explica que a empresa atua no sentido de reduzir custos e operar de forma mais eficiente, demanda cada vez mais crescente na cadeia de suprimentos da saúde e no setor como um todo. Para isso, investe em soluções digitais de alta performance. ‘Promovemos a automação de processos, aumentando a visibilidade e a transparência da informação para uma tomada de decisões mais rápida e inteligente’, diz.

Um exemplo de solução oferecida pela Bionexo diz respeito ao planejamento para que hospitais não tenham ruptura de estoque de medicamentos e materiais. ‘Por meio de algoritmos estatísticos e de inteligência artificial, identificamos qual é o item com alta demanda e recomendamos para a instituição. É uma forma de informar de maneira preventiva ao hospital a situação do seu estoque’, explica.

Siga nosso Instagram: https://www.instagram.com/panoramafarmaceutico/

É a tecnologia a serviço do setor de saúde, com aplicação de soluções inovadoras para redução de custos, ampliação do acesso a planos de saúde e melhor atendimento aos beneficiários. Iniciativas que já são aplicadas e que sofisticarão cada vez mais o atendimento.

Este conteúdo é patrocinado pela Anab (Associação Nacional das Administradoras de Benefícios) e faz parte da série ‘Saúde é o plano’. Leia todas as reportagens.

Fonte: Poder 360

Você pode gostar também

Esse site utiliza cookies para aprimorar sua experiência de navegação. Mas você pode optar por recusar o acesso. Aceitar Consulte mais informação