Fique por dentro dos principais FATOS e TENDÊNCIAS que movimentam o setor

Maiores e-commerces do Brasil incluem 7 farmácias

Acompanhe as principais notícias do dia no nosso canal do Whatsapp

Lista dos maiores e-commerces do Brasil tem sete farmácias

Os maiores e-commerces do Brasil presenciaram um salto de 24% no número de consumidores em um ano – de 87,7 milhões em 2021 para 108,9 milhões no ano passado, segundo a NielsenIQ Ebit. E as farmácias também colaboram para esse avanço. Sete redes estão entre os 50 principais faturamentos com vendas online no varejo nacional. Juntas, movimentam mais de R$ 6 bi.

Essas sete empresas constam do ranking anual da Sociedade Brasileira de Varejo e Consumo (SBVC), que avalia as 300 maiores varejistas do país. Deste total, 221 mantêm operação digital – eram 162 antes da pandemia.

“As companhias mais bem posicionadas nesse quesito nasceram no mundo físico, o que inclui as farmácias. Elas derrubaram as fronteiras entre online e off-line e usam as estruturas das lojas também como hubs logísticos. A diferenciação entre canais nem é mais tão relevante. O que importa é atender bem o cliente”, comenta o presidente da SBVC, Eduardo Terra.

Quem representa o setor entre maiores e-commerces do Brasil?

A relação dos maiores e-commerces do Brasil tem como principal representante do varejo farmacêutico a Raia Drogasil. Ela foi dona da oitava maior receita do comércio eletrônico em 2022. O movimento de R$ 3,22 bilhões equivale a 52% de evolução frente ao ano anterior.

Com faturamento de R$ 1,27 bi, o Grupo DPSP segue ainda distante da líder setorial. Mas seu avanço percentual foi maior e totalizou 57%, fazendo a rede chegar ao privilegiado clube de 21 e-commerces bilionários. É a 13ª em vendas online.

A Panvel também aparece com destaque. É a 57ª maior empresa do varejo brasileiro, mas pula para a 24ª posição em vendas digitais e contabiliza R$ 618 milhões. Mas a Pague Menos reduziu a distância para a rede gaúcha e teve incremento de 50% no volume de negócios, hoje em torno de R$ 496 milhões.

A mineira Drogaria Araujo soma R$ 264 milhões e ocupa o 39º posto, mesmo sendo a 69ª no ranking de faturamento geral do varejo. Completam a lista as Farmácias São João (45ª), com expressiva alta de 56% em um ano; e a d1000 (50ª).

Maiores e-commerces do país no varejo farmacêutico

Notícias Relacionadas

plugins premium WordPress
error: O conteúdo está protegido !!