fbpx
O maior canal de informação do setor

Anvisa aprova novo medicamento para insuficiência cardíaca

medicamento para insuficiência cardíaca

A Anvisa aprovou o uso da empagliflozina como novo medicamento para insuficiência cardíaca. Comercializado com o nome de Jardiance, o remédio é fruto de uma aliança entre a Boehringer Ingelheim e Eli Lilly e já é utilizado para o tratamento do diabetes tipo 2.

Com isso, a empagliflozina torna-se a primeira e a única terapia aprovada para tratar pacientes com qualquer um dos dois tipos de insuficiência cardíaca, seja com fração de ejeção preservada ou reduzida.

“Os resultados do estudo que submetemos à avaliação da Anvisa demonstram que a empagliflozina proporciona uma redução de 21% no risco relativo de morte cardiovascular ou hospitalização por insuficiência cardíaca em adultos com fração de ejeção preservada (ICFEP)”, afirma Thais Melo, diretora médica da Boehringer Ingelheim no Brasil.

“Um estudo anterior já havia comprovado benefício semelhante para pessoas com fração de ejeção reduzida. Esses dados estabelecem a empagliflozina como o primeiro tratamento aprovado capaz de melhorar significativamente a saúde de pacientes com ambos os tipos de insuficiência cardíaca”, complementa.

medicamento para insuficiência cardíaca

Insuficiência cardíaca tem alto índice de morte

A ICFEP tem sido descrita como a maior necessidade não atendida em medicina cardiovascular com base na prevalência, desfechos desfavoráveis e ausência de terapias clinicamente comprovadas até o momento. Metade de todas as pessoas com insuficiência cardíaca morrem cinco anos após o diagnóstico.

“As doenças que afetam os sistemas cardíaco, renal e metabólico são distúrbios interconectados que afetam mais de um bilhão de pessoas e são uma das principais causas de morte em todo o mundo. Devido a interdependência desses sistemas, o comprometimento de um pode levar à outras afecções. Com esta aprovação, os pacientes que possuem essa condição podem se beneficiar já que é possível reestabelecer o equilíbrio entre estes sistemas e reduzir o risco de complicações graves”, ressalta Fernanda Pimentel, diretora médica da Eli Lilly no Brasil.

Fonte: Redação Panorama Farmacêutico

Cadastre-se para receber os conteúdos também no WhatsApp  e no Telegram

Jornalismo de qualidade e independente O Panorama Farmacêutico tem o compromisso de disseminar notícias de relevância e credibilidade. Nossos conteúdos são abertos a todos mediante um cadastro gratuito, porque entendemos que a atualização de conhecimentos é uma necessidade de todos os profissionais ligados ao setor. Praticamos um jornalismo independente e nossas receitas são originárias, única e exclusivamente, do apoio dos anunciantes e parceiros. Obrigado por nos prestigiar!
Você pode gostar também

Esse site utiliza cookies para aprimorar sua experiência de navegação. Mas você pode optar por recusar o acesso. Aceitar Consulte mais informação

viagra online buy viagra