fbpx
O maior canal de informação do setor

Prefeitura de SP descarta mais de 8 mil doses da vacina da Pfizer de pessoas que não retornaram aos postos para completar imunização

149

A Prefeitura de São Paulo vai descartar mais de 8 mil doses de vacina da Pfizer. Os imunizantes são de pessoas que deveriam ter retornado aos postos para tomar a segunda dose e completar o esquema de imunização.

Veja também: ANS: setor de planos de saúde segue em crescimento

As vacinas atingiram o prazo máximo de descongelamento e não poderão mais ser aplicadas nesse grupo faltoso. “São doses no limite do descongelamento, que serão substituídas por novas doses assim que houver o envio pelo governo do estado”, afirmou à GloboNews nesta quinta-feira (9) o secretário municipal da Saúde, Edson Aparecido.

Siga nosso Instagram

“A causa disso é o grande número de faltosos. Temos cerca de 500 mil faltosos em toda a cidade atualmente”, segundo ele.

Aparecido disse que os lotes serão recolhidos dos postos de saúde até esta sexta (10), prazo final da validade dessas doses. Segundo o secretário, elas serão levadas às centrais de armazenamento, onde serão substituídas, dose por dose, por novos imunizantes.

O destino final das doses vencidas, no entanto, ainda não está claro. A gestão municipal diz aguardar instruções do governo do estado sobre o que deve ser feito com o material. “Nós estamos recolhendo pros nossos pares e aí aguardando a orientação do estado para o procedimento seguinte.”

Já a Secretaria de Estado da Saúde afirmou, em nota, que “as normas de gerenciamento de qualquer imunobiológico com prazo expirado são definidas pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) e pelo Ministério da Saúde, de acordo com a RDC 222″.

A secretaria estadual informou ainda que “encaminha aos municípios o imunizante da Pfizer com validade de uso de até 30 dias, como preconiza a bula do medicamento, e os informes técnicos do Ministério da Saúde” e que “cabe às prefeituras organizar a logística da distribuição dos imunizantes e o manejo das doses evitando perdas”. A pasta diz também que está “à disposição para o envio de mais doses para a Capital e aos demais municípios que necessitarem”.

O número de doses nessas condições é preliminar e pode ser alterado ainda nesta quinta. “Vamos fazer um balanço até o final do dia para ver a quantidade. A princípio a gente acha que não deve ultrapassar cerca de 8 mil a 10 mil doses”, afirmou o secretário.

O secretário relativizou a gravidade do descarte de vacinas. O cenário de imunização da cidade não condiz com a realidade de outros locais pelo mundo, que seguem com índices de imunização baixos por falta de doses.

“É uma quantidade muito pequena, que não vai interferir na logística que nós temos hoje. Nós temos uma quantidade grande de Pfizer disponível e estamos recebendo hoje 49 mil doses da Janssen para podermos aplicar como dose de reforço naquelas pessoas que tomaram a Janssen como dose única”, disse Aparecido.

Fonte: G1

Cadastre-se para receber os conteúdos também no WhatsApp  e no Telegram

Jornalismo de qualidade e independente O Panorama Farmacêutico tem o compromisso de disseminar notícias de relevância e credibilidade. Nossos conteúdos são abertos a todos mediante um cadastro gratuito, porque entendemos que a atualização de conhecimentos é uma necessidade de todos os profissionais ligados ao setor. Praticamos um jornalismo independente e nossas receitas são originárias, única e exclusivamente, do apoio dos anunciantes e parceiros. Obrigado por nos prestigiar!
Você pode gostar também

Esse site utiliza cookies para aprimorar sua experiência de navegação. Mas você pode optar por recusar o acesso. Aceitar Consulte mais informação