O maior canal de informação do setor

Procura por teste da Covid-19 aumenta nas farmácias

595

Procura por teste da Covid-19 aumenta nas farmácias

Sinal amarelo nas farmácias. Agosto teve início com aumento na procura por testes da Covid-19, depois de dois meses de sucessivas quedas. No intervalo de 2 a 8 de agosto, o número de atendimentos chegou a 189.332, mais de 10 mil acima do contingente da semana anterior. Os dados são da Abrafarma.

O índice de resultados positivos também teve um ligeiro aumento de 7%, passando de 29.016 para 31.147. É o primeiro período de alta após nove semanas consecutivas de recuo. Essa redução passou a ocorrer após a última semana de maio, quando foi registrado o recorde de testagens (373 mil) e confirmações de casos (mais de 87 mil).

Além do Distrito Federal, sete estados apresentaram avanço no total de diagnósticos da Covid-19 – Amapá, Espírito Santo, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Rio de Janeiro, Rio Grande do Sul e Santa Catarina. Já Alagoas, Minas Gerais, Piauí, Pará, Paraná e São Paulo tiveram estagnação.

“Ainda são indicadores discretos em relação a maio, mas que devem servir de alerta. O coronavírus e suas variantes continuam resistentes e acelerar o processo de vacinação é fundamental para conter novos casos”, avalia Sérgio Mena Barreto, CEO da Abrafarma.

Desde a implementação do serviço, em abril de 2020, as farmácias realizaram 9.665.578 testes rápidos, com 2.023.087 resultados positivos (21%) e 7. 642.491 negativos (79%). Em média, mais de 20,6 mil pacientes recorreram diariamente ao varejo farmacêutico para detectar se estavam ou não infectados.

Fonte: Redação Panorama Farmacêutico


Cadastre-se para receber os conteúdos também no WhatsApp  e no Telegram

Jornalismo de qualidade e independente
Panorama Farmacêutico tem o compromisso de disseminar notícias de relevância e credibilidade. Nossos conteúdos são abertos a todos mediante um cadastro gratuito, porque entendemos que a atualização de conhecimentos é uma necessidade de todos os profissionais ligados ao setor. Praticamos um jornalismo independente e nossas receitas são originárias, única e exclusivamente, do apoio dos anunciantes e parceiros. Obrigado por nos prestigiar!

Você pode gostar também

Esse site utiliza cookies para aprimorar sua experiência de navegação. Mas você pode optar por recusar o acesso. Aceitar Consulte mais informação