Fique por dentro dos principais FATOS e TENDÊNCIAS que movimentam o setor

Rede de farmácias despenca na Bolsa e perde R$ 1 bi

Acompanhe as principais notícias do dia no nosso canal do Whatsapp

Rede de farmácias
Foto: Canva

Depois de o banco Citi rebaixar a recomendação das ações da RaiaDrogasil, a rede de farmácias despencou na Bolsa Valores. A companhia chegou a perder R$ 1 bilhão em valor de mercado. As informações são do E-Investidor.

Tal efeito veio após o banco reclassificar os papéis da varejista de “neutro” para “venda”, ou seja, aconselhando os investidores a se desfazerem das parcelas do grupo que detinham.

Segundo a instituição financeira, o motivo para tal rebaixamento é que as farmácias do Grupo RD seguirão com a lucratividade limitada, devido a uma receita desacelerada, despesas altas e mudanças fiscais.

Banco também reduziu preço-alvo 

Na mesma recomendação, o Citi também apontou que o preço-alvo das ações da rede de farmácias deveria baixar dos anteriores R$ 27 para R$ 24, o que levaria a uma queda de 8,6%.

O banco estima que o lucro da RaiaDrogasil fique em 19% em 2024 e 21% em 2025, estimativa essa que também foi reajustada.

Rede de farmácias vive momento delicado… 

A decisão do Citi de reclassificar as ações da RaiaDrogasil não veio em boa hora, uma vez que, no último dia 22, a varejista foi condenada a indenizar uma família pela venda de um medicamento errado.

A decisão foi mantida pela 7ª Turma Cível do Tribunal de Justiça do Distrito Federal e dos Territórios (TJDFT), sendo fixada a quantia de R$ 34,19 por danos materiais e de R$ 18 mil por danos morais.

De acordo com o processo, a médica prescreveu um medicamento, contudo, ao se dirigir à farmácia, foi entregue à mãe do menor, que é portador de transtorno do espectro autista, um remédio diferente do prescrito na receita.

Mas expansão segue no radar 

Mesmo com os tropeços no caminho, o conglomerado farmacêutico, assim como outros players do setor, ainda mantêm seus projetos de expansão no foco.

Segundo reportagem do Valor Econômico, o plano não se restringe apenas a novos PDVs, mas inclui também a ampliação dos serviços de saúde, como aplicação de vacinas e exames e procedimentos de baixa complexidade.

O movimento de expansão, que deve ser a tônica do setor neste ano, ocorre em um cenário de resiliência nas vendas se comparado ao restante do varejo.

Segundo os dados da Abrafarma, entre janeiro e julho de 2023, o faturamento das associadas cresceu 14,95% em relação ao mesmo período de 2022, para R$ 86,04 bilhões.

O número de itens vendidos superou 3 bilhões. O volume de atendimentos farmacêuticos ficou em 1,11 bilhão.

Novos funcionários e capacitação 

Se o objetivo é chegar mais longe, é necessária uma equipe robusta e preparada. Para tal, as drogarias que compõem o Grupo RD abriram mais de mil vagas em dezembro, além de anunciarem a criação de uma faculdade corporativa.

Falando sobre os empregos ofertados pela companhia, o cargo de atendente é o que absorveu mais candidatos.

A companhia procurava trabalhadores com ensino médio completo, maiores de idade e a experiência no varejo farmacêutico não era necessária.

Já quando o assunto é a faculdade corporativa, o grande objetivo era formar novos farmacêuticos dentro de suas linhas.

O curso ofertado pela RaiaDrogasil terá foco na prestação de serviços aos clientes e é destinado ao público interno.

Ao menos 60% das aulas serão presenciais e, a primeira turma contará com 200 vagas e aulas previstas para começar agora em fevereiro.

Notícias Relacionadas

plugins premium WordPress
error: O conteúdo está protegido !!