Fique por dentro dos principais FATOS e TENDÊNCIAS que movimentam o setor

Saiba o que avaliar na escolha de cores para farmácia

Acompanhe as principais notícias do dia no nosso canal do Whatsapp

Saiba o que avaliar na escolha de cores para farmácia

Acertar na escolha das cores para farmácia é fundamental para o sucesso do negócio. As cores agem diretamente na percepção dos clientes sobre a sua marca. E afetam a forma como ele se sente em relação ao ambiente da farmácia. Em resumo, as cores têm potencial para influenciar nas vendas.

O que levar em conta em primeiro lugar?

O primeiro aspecto a ser considerado é o tamanho do ambiente e como os produtos estão expostos no espaço. Se o espaço tem pequena ou média dimensão, o recomendado é usar a cor branca na parede e no teto. O branco amplia a percepção de espaço para os consumidores, além de refletir a luz. Tons de verde são alternativas para fugir um pouco da neutralidade. A cor é muito usada em centros médicos com a intenção de acalmar os pacientes.

“Quando você utiliza cores fortes e escuras em praticamente toda a fachada, ela desperta atenção para o interior da farmácia à noite. Isso está associado à dilatação das pupilas. Teto preto, por exemplo, só se aplica em ambientes com pé direito alto. Não é adequada essa cor com calhas à mostra, que é um efeito muito utilizado em alguns PDVs caso o pé direito seja baixo”, ressalta o consultor Cadri Awad.

Combinação harmoniosa de tons e nuances de cores

Em espaços maiores, bastante útil é ter noções do círculo cromático. A combinação de tons e nuances de forma harmoniosa é um modo eficiente de criar contrastes e chamar a atenção para determinadas seções. O círculo é formado por 12 cores, sendo três primárias, três secundárias e seis terciárias. Funciona como uma representação simplificada de como o olho humano enxerga as cores.

Há ainda cores complementares, em posições opostas no círculo; análogas, que fazem parte de um mesmo grupo de cor; e semi-complementares, que formam um triângulo no círculo, misturando cores primárias com secundárias e terciárias. São possibilidades infinitas, mas o fundamental é o que algumas cores representam para o ser humano.

É preciso saber como utilizá-las na loja para melhorar a experiência dos clientes. Seguem algumas dicas:

  • Amarelo, laranja e vermelho – seções de ofertas e descontos. São cores que causam sensação de urgência e nos induzem à ação
  • Azul e verde – transmitem sensações de paz e saúde. São adequadas para o ambiente geral da farmácia, pois os clientes precisam delas quando buscam uma farmácia. Apropriadas para seções de itens ortopédicos, naturais, leite e infantis
  • Laranja – Remete a energia e equilíbrio e pode ser usada em seções de bem-estar e autocuidado (produtos naturais, vitaminas, physical care).
  • Preto e marrom – requinte e glamour. Ideal para seções de maquiagem e dermocosméticos
  • Tons pastéis – requinte e harmonia, o que combina com a seção de produtos mais caros e sofisticados

Conjunto de elementos visuais influencia vendas

A contratação de um designer pode contribuir para a criação de uma identidade visual forte para a farmácia. Além das cores do espaço, o trabalho envolve elementos como a escolha da tipografia para o nome da farmácia, logomarca exibida em letreiro, embalagens, fôlderes e nos uniformes de atendentes. Em relação a esses últimos, tons claros para o vestuário, como amarelo, rosa e azul, transmitem um ar de confiança no atendimento do cliente.

É preciso estar atento ainda a outros detalhes como vitrine, organização do ambiente e dos produtos das prateleiras. E uma boa iluminação, com auxílio das cores, atrai e induz pessoas a comprarem, melhorando as vendas e impulsionando o negócio.

Notícias Relacionadas

plugins premium WordPress