Fique por dentro dos principais FATOS e TENDÊNCIAS que movimentam o setor

Startup de IoT para indústria farmacêutica levanta R$ 10 milhões

Acompanhe as principais notícias do dia no nosso canal do Whatsapp

Startup
Foto: Divulgação

A Cogtive, startup que potencializa a produtividade da indústria farmacêutica por meio de tecnologias de IoT, Digital Twin e inteligência artificial, recebeu investimento de R$ 10 milhões da Indicator Capital, gestora early-stage de venture capital especializada em Internet das Coisas (IoT).

Este é o nono aporte do Fundo Indicator 2 IoT e tem como objetivo ajudar a empresa a resolver um desafio importante no setor industrial: garantir que as fábricas estão operando em sua capacidade máxima, mapeando ineficiências no processo de produção, e entregando ferramentas para otimização.

A maior parte do investimento ‘seed’ (‘investimento semente’), modalidade aplicada em startups em estágio inicial de expansão, será direcionada para a área de produto e expansão comercial. “Queremos ampliar nossa atuação nos colocando como solução número um em ganho de produtividade na manufatura, especialmente para os segmentos industriais de farmacêuticas, saúde animal e cosméticos na América Latina”, adianta o CEO da Cogtive, Reginaldo Ribeiro.

Ele explica que a empresa já dispõe de diversos clientes nessas áreas, mas busca agregar ainda mais valor, “para atender cada vez mais as necessidades desses líderes industriais. Além disso, queremos ampliar ainda mais nossas fronteiras no exterior, principalmente no mercado latino-americano”.

Startup melhora desempenho da indústria farmacêutica

A Cogtive potencializa a capacidade de gestão das equipes de produção e excelência operacional em indústrias de manufatura de diferentes portes e níveis de maturidade. Desde indústrias iniciantes na jornada digital, que ainda não coletam dados até indústrias com ferramentas mais avançadas.

No caso de empresas com nível mais elevado de governança industrial, como a Apsen Farmacêutica e a Ourofino Saúde Animal, a solução permite ter uma visão completa do chão de fábrica – end to end – analisando não somente a eficiência das máquinas de maneira individual, mas compreendendo todo o fluxo de produção, gargalos, lead times e níveis de estoque, visando otimizar o processo de produção aonde de fato importa.

A Apsen conseguiu reduzir em 46% o tempo de fabricação dos seus produtos, e a Ourofino aumentou em 29% a performance média dos seus equipamentos.

Protagonismo em Inteligência Artificial

A capacidade de integrar todas as etapas de forma rápida e plug and play é ampliada com a robustez de uma inteligência artificial generativa e discriminativa, denominada TÆLOR. “Com ela um gerente de produção será capaz de saber, em linguagem natural, se conseguirá atender o plano do mês e quais ações precisa fazer para aquilo acontecer. É um marco na história da manufatura”, reforça Ribeiro.

A empresa vem trabalhando nos últimos dois anos na integração dessa IA, na condição de bootstrap (com recursos próprios, sem investimento externo), e o aporte servirá para incrementar a tecnologia própria.

Notícias Relacionadas

plugins premium WordPress
error: O conteúdo está protegido !!