Fique por dentro dos principais FATOS e TENDÊNCIAS que movimentam o setor

Vacinas da Fiocruz receberão aporte de R$ 30 milhões

Acompanhe as principais notícias do dia no nosso canal do Whatsapp

Vacinas da Fiocruz
Foto: Canva

O desenvolvimento de vacinas da Fiocruz receberá um investimento total de R$ 30 milhões por meio do Fundo Tecnológico (Funtec) do BNDES. A fundação não precisará devolver o aporte pois o recurso foi considerado não reembolsável. As informações são da Folha de S. Paulo.

Os fundos serão utilizados para desenvolver vacinas com base na tecnologia de RNA mensageiro. O foco tem um porquê: segundo a fundação, além de uma resposta imune melhor, a produção por meio dessa técnica é mais rápida e menos custosa.

A Fiocruz foi selecionada em 2021 como um centro para desenvolver imunizantes do tipo na América Latina pela OMS. A seleção foi na época da pandemia, quando a fundação tinha uma vacina em estágio pré-clínico, financiada pelo Ministério da Saúde e por emendas parlamentares.

“O projeto representa a introdução de uma nova tecnologia para a produção de vacinas a um menor custo e de forma mais célere, tornando o Brasil mais preparado para o enfrentamento de futuras emergências de saúde pública”, comenta Aloizio Mercadante, presidente do BNDES.

Vacinas da Fiocruz não são a única novidade 

A semana foi movimentada na Fiocruz. Além do investimento na parte de vacinas, um medicamento para Parkinson produzido pela fundação virou referência nacional.

O dicloridrato de pramipexol passa a ser a terapia de referência nacional para qualquer laboratório que tenha interesse em produzi-lo no Brasil nas diferentes concentrações (0,12mg, 0,250mg e 1,0mg).

Desta forma, os novos registros terão que seguir os parâmetros de qualidade estabelecidos por Farmanguinhos/Fiocruz.

A informação foi publicada na última sexta-feira, dia 8, na lista de medicamentos de referência da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa).

Notícias Relacionadas

plugins premium WordPress