fbpx
O maior canal de informação do setor

Artigos farmacêuticos puxam sétima alta seguida nas vendas do varejo

467

A Pesquisa Mensal do Comércio (PMC), divulgada nesta quarta-feira (15) pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) revela que o volume de vendas do comércio varejista cresceu 0,6% em novembro na comparação com outubro. Foi a sétima alta consecutiva do indicador, que acumula avanço de 3,3% no período em 2019.

A alta em novembro foi puxada por quatro das oito atividades pesquisadas. O maior destaque ficou com o item artigos farmacêuticos, médicos, de perfumaria e cosméticos, com incremento de 4,1%. Artigos de uso pessoal e doméstico teve alta de 1%; móveis e eletrodomésticos, 0,5%; e equipamentos e material para escritório, informática e comunicação, 2,8%.

Três atividades tiveram queda no volume de vendas de outubro para novembro: tecidos, vestuário e calçados (-0,2%), combustíveis e lubrificantes (-0,3%) e livros, jornais, revistas e papelaria (-4,7%). O setor de supermercados, alimentos, bebidas e fumo manteve em novembro o mesmo patamar de vendas do mês anterior.

A receita nominal do varejo também cresceu em todos os tipos de comparação: em relação a outubro (0,9%), na comparação com novembro de 2018 (4,9%), na média móvel trimestral (0,7%), no acumulado de janeiro a novembro (4,7%) e no acumulado de 12 meses (4,6%).

Varejo ampliado

O varejo ampliado, que agrega os segmentos de veículos e materiais de construção aos oito segmentos do varejo, teve queda de 0,5% na passagem de outubro para novembro, devido ao recuo de 1% na atividade de veículos, motos, partes e peças. Os materiais de construção tiveram variação positiva de 0,1%.

Nos demais tipos de comparação, no entanto, o varejo ampliado teve altas: média móvel trimestral (0,4%), comparação com novembro de 2018 (3,8%), acumulado dos onze primeiros meses de 2019 (3,8%) e acumulado de 12 meses (3,6%).

A receita nominal caiu 0,3% na comparação com outubro, mas cresceu 0,5% na média móvel trimestral, 5,5% em relação a novembro de 2018, 6,3% no acumulado de janeiro a novembro de 2019 e 6,1% no acumulado de 12 meses.

Vendas sobem em 22 dos 27 Estados

Segundo o IBGE, em novembro as vendas foram positivas em 22 das 27 Unidades da Federação, com destaque para: Roraima (9,3%), Rondônia (8,5%) e Acre (6,7%). Ficaram em baixa Amapá e Rio Grande do Norte (ambos com -0,7%) e Santa Catarina e Distrito Federal (ambos com -0,6%).

O aumento das vendas é atribuído à melhora do crédito para pessoa física, à liberação antecipada do FGTS e, ainda, ao impacto da Black Friday, período de descontos iniciado em 28 de outubro.

Fonte: Destak

Veja também: Coperfarma amplia atuação no sul do país

Siga nosso Instagram

Cadastre-se para receber os conteúdos também no WhatsApp  e no Telegram

Jornalismo de qualidade e independente O Panorama Farmacêutico tem o compromisso de disseminar notícias de relevância e credibilidade. Nossos conteúdos são abertos a todos mediante um cadastro gratuito, porque entendemos que a atualização de conhecimentos é uma necessidade de todos os profissionais ligados ao setor. Praticamos um jornalismo independente e nossas receitas são originárias, única e exclusivamente, do apoio dos anunciantes e parceiros. Obrigado por nos prestigiar!
Você pode gostar também

Esse site utiliza cookies para aprimorar sua experiência de navegação. Mas você pode optar por recusar o acesso. Aceitar Consulte mais informação