fbpx
O maior canal de informação do setor

Zambon diversifica áreas terapêuticas para crescer no Brasil

Zambon diversifica áreas terapêuticas para crescer no Brasil

Enquanto outros players da indústria farmacêutica entraram na corrida por medicamentos e vacinas contra a Covid-19, a Zambon decidiu olhar para o que considera o futuro do setor. A companhia italiana, presente há mais de seis décadas no Brasil, apostou no caminho da diversificação de áreas terapêuticas, com foco em medicamentos especiais. Além disso, deu início a um plano de transformação digital para reorientar o relacionamento com farmácias, médicos e provedores de saúde.

E a pandemia serviu de aprendizado para acelerar essas mudanças. Depois de ampliar o faturamento acumulado em 65% nos últimos cinco anos, a farmacêutica adiou a meta de crescer 25% em 2020. Conviveu ainda com a queda de 40% em algumas classes do sistema respiratório, que totaliza 35% dos negócios com apoio de produtos como o Fluimucil®. Quarto maior mercado global da Zambon até o ano passado, o Brasil caiu para a sexta posição.

“Mais do que renovar o portfólio, entendemos a necessidade de mudar o modelo operacional e de atendimento aos nossos canais, investindo em ferramentas de contato virtual e em um formato de trabalho híbrido da nossa força de vendas, hoje em torno de 160 colaboradores”, comenta o CEO Rogério Frabetti.

Como parte dessa disrupção, a farmacêutica destinou R$ 25 milhões para o desenvolvimento e comercialização de quatro medicamentos, lançados nesses últimos três meses. A primeira novidade foi o Fisiogen Fort, linha de suplementos à base de ferro. A companhia também incrementou o segmento respiratória com o Filtrair, um pó de celulose que, aplicado no nariz, produz uma barreira protetora contra vírus, bactérias e alérgenos. “É um sucesso na Rússia, onde as vendas saltaram 226% durante a pandemia”, ressalta. Neste mês de abril, chegou ao mercado a Reform, que reúne suplementos alimentares para o tratamento de osteoporose e osteosarcopenia.

Doenças raras

Com uma participação consistente no segmento de Primary Care e 60% das vendas concentradas no varejo farmacêutico, a Zambon lança um olhar especial para as doenças raras e de alta complexidade. “Hoje, esses medicamentos respondem por 35% da operação, mas boa parte é reservada para as compras públicas. Nosso intuito é diversificar os públicos-alvo”, conta Frabetti.

O carro-chefe dessa estratégia é o Xadago (mesilato de safinamida), voltado ao tratamento do Mal de Parkinson e que propõe também combater os sintomas que dificultam a qualidade de vida do paciente. O novo fármaco será disponibilizado a partir de julho nas apresentações de 50 mg e 100 mg, e embalagens de 14 e 30 comprimidos. “Temos no radar mais dois lançamentos neste ano para doenças raras ligadas ao sistema nervoso central”, antecipa. Com esse ritmo, a empresa almeja crescer 20% em 2021.

Covid-19

A mobilização contra o coronavírus, no entanto, não passa despercebida. Em linha com seu modelo de inovação, a Zambon decidiu apoiar a Missão Covid, uma startup que conecta gratuitamente médicos voluntários e pessoas com sintomas da Covid-19. “Todo esse cenário exigiu uma completa reinvenção da indústria farmacêutica, um setor essencialmente conservador. Estamos mirando esse futuro, tanto que contratamos consultorias externas para nos ajudar nesse processo”, conclui.

Sobre a Zambo

Fundação: 1906
Chegada ao Brasil: 1960
Fábrica: planta em Barueri (SP)
Produção: 20 milhões de unidades/ano
Marcas: 13, em cinco áreas terapêuticas (dor, respiratória, saúde feminina, neurologia e distúrbios gástricos)
Colaboradores no país: 380

Fonte: Redação Panorama Farmacêutico


Cadastre-se para receber os conteúdos também no WhatsApp  e no Telegram

Jornalismo de qualidade e independente
Panorama Farmacêutico tem o compromisso de disseminar notícias de relevância e credibilidade. Nossos conteúdos são abertos a todos mediante um cadastro gratuito, porque entendemos que a atualização de conhecimentos é uma necessidade de todos os profissionais ligados ao setor. Praticamos um jornalismo independente e nossas receitas são originárias, única e exclusivamente, do apoio dos anunciantes e parceiros. Obrigado por nos prestigiar!

Leia também: https://panoramafarmaceutico.com.br/2021/04/26/fast-track-da-anvisa-acelera-registro-de-medicamentos-de-especialidades/

Cadastre-se para receber os conteúdos também no WhatsApp  e no Telegram

Jornalismo de qualidade e independente O Panorama Farmacêutico tem o compromisso de disseminar notícias de relevância e credibilidade. Nossos conteúdos são abertos a todos mediante um cadastro gratuito, porque entendemos que a atualização de conhecimentos é uma necessidade de todos os profissionais ligados ao setor. Praticamos um jornalismo independente e nossas receitas são originárias, única e exclusivamente, do apoio dos anunciantes e parceiros. Obrigado por nos prestigiar!
Você pode gostar também

Esse site utiliza cookies para aprimorar sua experiência de navegação. Mas você pode optar por recusar o acesso. Aceitar Consulte mais informação

viagra online buy viagra