fbpx
O maior canal de informação do setor

Três medicamentos integram clube dos bilionários no Brasil

3.393

Mais dois medicamentos entram para o clube dos bilionáriosOs dez medicamentos campeões de faturamento nas farmácias brasileiras movimentaram, no ano passado, R$ 9,16 bilhões. E um estudo inédito da Close-Up International apontou a entrada de mais dois remédios no clube dos bilionários no canal farma, saindo da casa do milhão em vendas. É a primeira vez que três fármacos alcançam esse desempenho.

Em valores, o campeão foi o medicamento para diabetes Ozempic, da Novo Nordisk, com R$ 1,29 bilhão e crescimento de 184,31%. O fármaco ultrapassou o Tadalafila, da Eurofarma, que já registrava receita bilionária, mas apresentou um decréscimo de 14,92% em 2021.

A preocupação com problemas cardiovasculares revelou-se uma tendência e empurrou também os resultados do Xarelto. O anticoagulante da Bayer teve 25,72% de avanço nas vendas e atingiu exatos R$ 1 bilhão.

Ranking top 10 em valores

Ranking Medicamento Fabricante Vendas em bilhões Cresc.
1 Ozempic Novo Nordisk R$ 1,29 184,31%
2 Tadalafila Eurofarma R$ 1,28 -14,92%
3 Xarelto Bayer R$ 1 25,72%
4 Sinvastatina Sandoz R$ 0,89 -4,33%
5 Aradois Biolab R$ 0,88 9,82%
6 Torsilax Neo Química R$ 0,85 10,29%
7 Ivermectina Vitamedic R$ 0,79 -9,85%
8 Saxenda Novo Nordisk R$ 0,76 40,22%
9 Dorflex Sanofi R$ 0,75 11,23
10 Cimegripe Cimed R$ 0,67 42,13%

 

Classificação por volume de unidades

No ranking de unidades, o top 10 tem na primeira posição o antidiabético Glifage XR, da Merck, com 83,4 milhões de unidades vendidas, crescimento de 17,98% em relação a 2020. No segundo posto aparece o descongestionante Neosoro, da Neo Química, com 74,3 milhões de itens vendidos, aumento de 10,86%. A Neo Química também colocou seu anti-hipertensivo Losartana Potássica no pódio. O medicamento, porém, teve uma evolução mais tímida – alta de 7,33%, com 51,1 milhões de unidades.

Ranking top 10 em unidades

Ranking Medicamento Fabricante Unidades milhões Cresc.
1 Glifage XR Merck 83,4 17,98%
2 Neosoro Neo Química 74,3 10,86%
3 Losartana Neo Química 51,1 7,33%
4 Cimegripe Cimed 42,9 28,95%
5 Ivermectina Vitamedic 38,9 -18,99%
6 Maxalgina Natulab 32,7 -9,04%
7 Sildenafila Neo Química 30,6 24,05%
8 Puran T4 Sanofi 30 3,79%
9 Torsilax Neo Química 28,9 9,10%
10 Dipirona Neo Química 27,6 50,61%

 

Fonte: Redação Panorama Farmacêutico


Cadastre-se para receber os conteúdos também no WhatsApp  e no Telegram

Jornalismo de qualidade e independente
Panorama Farmacêutico tem o compromisso de disseminar notícias de relevância e credibilidade. Nossos conteúdos são abertos a todos mediante um cadastro gratuito, porque entendemos que a atualização de conhecimentos é uma necessidade de todos os profissionais ligados ao setor. Praticamos um jornalismo independente e nossas receitas são originárias, única e exclusivamente, do apoio dos anunciantes e parceiros. Obrigado por nos prestigiar!

Veja também: https://panoramafarmaceutico.com.br/regioes-sul-e-norte-encabecam-avanco-do-varejo-farmaceutico/

Cadastre-se para receber os conteúdos também no WhatsApp  e no Telegram

Jornalismo de qualidade e independente O Panorama Farmacêutico tem o compromisso de disseminar notícias de relevância e credibilidade. Nossos conteúdos são abertos a todos mediante um cadastro gratuito, porque entendemos que a atualização de conhecimentos é uma necessidade de todos os profissionais ligados ao setor. Praticamos um jornalismo independente e nossas receitas são originárias, única e exclusivamente, do apoio dos anunciantes e parceiros. Obrigado por nos prestigiar!
Você pode gostar também

Esse site utiliza cookies para aprimorar sua experiência de navegação. Mas você pode optar por recusar o acesso. Aceitar Consulte mais informação