Fique por dentro dos principais FATOS e TENDÊNCIAS que movimentam o setor

Alopecia areata: o que é, sintomas, causas e tratamentos

Acompanhe as principais notícias do dia no nosso canal do Whatsapp

Alopecia areata

A alopecia areata, não confundir com as “primas” totalis e universalis, é uma doença autoimune que provoca uma perda moderada a extensa de cabelos em uma região específica.  

Esta doença é caracterizada pela destruição de folículos pilosos e é crônica, o que significa que não há cura. Por isso, é importante conhecer os sintomas, as possíveis causas e os tratamentos disponíveis.  

Ao longo deste artigo, será abordado mais detalhadamente de que se trata a alopecia, quais são os sintomas, as possíveis causas e tratamentos que podem ser realizados. 

O que é a alopecia areata?  

A alopecia areata é uma doença autoimune que causa perda de cabelo ou pelos em áreas definidas do corpo. Os folículos pilosos são identificados pela defesa imunológica do corpo como invasores estranhos e assim, são atacados.  

Para entender a diferença para os outros tipos da doença, vai uma breve explicação sobre eles.  

Quando há perda de cabelo em todo o couro cabeludo, o indivíduo está sofrendo de alopecia areata totalis.  

Já quando há perda de cabelo e pelos em todo o corpo, é a alopecia universalis.

Sintomas  

Os sintomas da alopecia areata são a queda de cabelo moderada a extensa, em áreas específicas, e sua queda é agravada por circunstâncias estressantes.  

Nos tipos totalis e universalis, a queda de cabelo é completa e pode atingir até mesmo outros pelos do corpo.

Causas 

Uma condição autoimune está por trás da alopecia areata e de qualquer outro tipo da doença. Nesta condição, o sistema imunológico do paciente responde incorretamente ao próprio corpo, atacando suas células, neste caso, os cabelos e pelos.  

Estudos recentes também indicam que fatores genéticos e ambientais podem influenciar na incidência da doença.

Tratamentos 

Existem diversos tratamentos para a alopecia areata, incluindo medicamentos, uso de luz ultravioleta, cosméticos e procedimentos cirúrgicos. No entanto, não existe cura para esta doença autoimune.  

Os medicamentos utilizados para trata-la são os corticosteroides tópicos, tais como os cremes e loções, ou os corticosteroides injetáveis, em comprimidos ou por injeção direta na área afetada.  

Conclusão  

A alopecia areata é uma doença crônica e autoimune que causa perda de cabelo em áreas específicas e pode ser causada por uma série de fatores, como genéticos e ambientais.  

Embora não haja cura, existem diversos tratamentos disponíveis para ajudar a reduzir os sintomas da doença e estimular o crescimento capilar. Se você está sofrendo com estes sintomas, procure um médico para obter o diagnóstico preciso e o tratamento adequado. 

Este conteúdo é meramente informativo e não substitui a consulta médica. Para esclarecimento de dúvidas adicionais sobre uma patologia, medicamento ou tratamento, converse com um profissional de saúde de sua confiança. Evite sempre a automedicação.

Notícias mais lidas

Notícias Relacionadas

plugins premium WordPress