Fique por dentro dos principais FATOS e TENDÊNCIAS que movimentam o setor

Amazon avança na área de saúde no Brasil

Acompanhe as principais notícias do dia no nosso canal do Whatsapp

Amazon
Foto: Canva

A AWS, divisão de computação em nuvem da Amazon, se juntou com o Hospital Sírio-Libanês para formar a primeira base de dados focada em saúde do Brasil.

Denominado HealthLake, o sistema tem sido montado para armazenar informações dos pacientes com o objetivo de digitalizar e otimizar os atendimentos, além de gerar soluções de saúde populacional. As informações são do Infomoney.

Parceria com Amazon melhora entendimento do paciente

A parceria é viabilizada pelo hub de inovação Alma Sírio-Libanês, vertical criada para internalizar o uso de tecnologias. A ideia é que o HealthLake concentre todos os dados que transitam dentro do hospital, sejam eles oriundos de fontes internas (como o prontuário médico) ou externas (a exemplo do celular).

“A iniciativa nos possibilita um entendimento melhor do paciente. Analisamos com mais profundidade os dados, conhecendo os indivíduos e trabalhando em cima das necessidades de cada um de forma otimizada, por meio de inteligência artificial”, explica Diego Aristides, superintendente de produtos digitais e inovação do Hospital Sírio-Libanês.

O sistema é fundamentado no Open Health, cujos dados dos pacientes são compartilhados entre instituições para um tratamento mais específico e o aprimoramento do sistema de saúde em geral.

O banco de dados tem sido montado com suporte para o protocolo Fire, o padrão universal de comunicação, escolhido pela Organização Mundial da Saúde (OMS) para a operacionalização do Open Health. Embora essa troca de informação ainda não se dê com outros centros de saúde, ela já acontece com empresas parceiras, como as startups aceleradas pela Alma.

R$ 200 milhões em tecnologia

Por meio do hub Alma, o Sírio-Libanês planeja investir R$ 200 milhões ainda nesta década só em tecnologia centrada nos profissionais de saúde e pacientes. Parte deste recurso foi destinado para um projeto de ambulância 5G, que faz o monitoramento e compartilhamento de informações de saúde em tempo real.

Quando um paciente chega ao hospital, a equipe de plantão já tem dados preliminares, o que facilita o atendimento do usuário e o tratamento do caso. Inicialmente, ele está em teste na divisão de saúde cardiológica, sendo usado em casos de infarto e acidentes vasculares cerebrais.

Em outra vertente, o hospital também mantém uma equipe de tecnologia profunda que tem se desdobrado para construir uma plataforma que seja capaz de receber dados oriundos de relógios inteligentes de todas as marcas do mercado.

Notícias mais lidas

Notícias Relacionadas

plugins premium WordPress