Fique por dentro dos principais FATOS e TENDÊNCIAS que movimentam o setor

Suplementos alimentares como emagrecedores estão proibidos

Acompanhe as principais notícias do dia no nosso canal do Whatsapp

suplementos alimentares

 

A Anvisa proibiu a comercialização, distribuição, fabricação e propaganda dos suplementos alimentares Lipotramina e Lipozepina, fabricados pela empresa Guki Nutracêutica. Os produtos eram comercializados principalmente na internet como como emagrecedores. A medida foi publicada por meio da Resolução (RE) nº 2.167, de 30 de junho de 2022 e devem ser recolhidos do mercado.

A Agência já tinha proibido, desde abril de 2022, todos os produtos fabricados pela empresa Guki Nutracêutica, pelo não cumprimento das Boas Práticas de Fabricação (Resolução (RE) nº 1.254, de 19 de abril de 2022). Porém, devido à continuidade da propaganda irregular dos produtos, que não têm aprovação da Anvisa para alegar a função de emagrecimento, foi necessário publicar agora a proibição e o recolhimento específico para esses dois produtos.

Suplementos alimentares não podem veicular alegações terapêuticas 

Produtos que tenham indicação terapêutica, para tratamento, prevenção e cura de doenças ou problemas de saúde, precisam ser registrados na Anvisa como medicamentos. A autarquia não aprovou nenhuma alegação de emagrecimento para suplementos alimentares. Dessa forma, qualquer propaganda que veicule esse tipo de alegação é irregular.

Fonte: Redação Panorama Farmacêutico

Notícias Relacionadas

plugins premium WordPress
error: O conteúdo está protegido !!