O maior canal de informação do setor

BD Rowa™ quer levar robotização para farmácias regionais

2.817

robotizaçãoRobotização – As mais de 63 mil farmácias independentes e associativistas existentes no país são o alvo da BD Rowa™ para crescer em território nacional. Uma das líderes globais na automatização com robôs no varejo farmacêutico, a empresa conta com uma solução exclusiva de robotização para controle de inventário e estoque de medicamentos.

Mais de 10 mil robôs da companhia estão instalados em cerca de 60 países, em especial na Alemanha, sede da fábrica da BD Rowa™. Itália e França também figuram entre os principais mercados. Em 2018 teve início o projeto de expansão pela América Latina, onde a solução já está presente em 56 PDVs. Ainda estão previstas novas instalações no canal farma brasileiro, com uma meta agressiva para os próximos três anos.

Como parte da estratégia de ganhar corpo no país, a BD Rowa™ promove um webinar de orientação no dia 21 de julho (quarta-feira), a partir de 19h e com transmissão pelo Global Meet. As inscrições podem ser feitas aqui.

“O continente europeu e, mais recentemente, a Argentina nos trouxeram importantes ensinamentos sobre a aderência dessa tecnologia no Brasil. Esses centros apresentam uma alta concentração de redes independentes e de médio porte, que formam o nicho que mais necessita de alternativas para aprimorar a eficiência operacional, reduzir custos e ampliar a competitividade”, observa Walban Souza, diretor da unidade de Medication Management Solutions no país.

No ano passado, o robô passou a fazer parte do cotidiano da Bemol Farma, em sua loja na Avenida Djalma Batista, em Manaus. A varejista amazonense conseguiu diminuir para apenas dez minutos o tempo médio destinado ao inventário dos medicamentos, além de triplicar o volume de atendimentos no PDV.

Como funciona?

A tecnologia de robotização assimila as práticas diárias de recebimento, armazenamento e venda de medicamentos. Por meio dele é possível ter controle integral de vencimentos, com zero de avarias, perdas e desvios, ganho de espaço na loja e eficiência operacional na dispensação.

Em média, de oito a 12 segundos são necessários para a coleta de uma prescrição, entregue ao profissional da farmácia por meio de um dispenser instalado no balcão de atendimento. Estima-se que o tempo despendido para essa tarefa automatizada seja 22 vezes mais rápido do que de forma manual. O robô ainda foi concebido para se integrar aos sistemas de software do estabelecimento, o que assegura uma instalação ágil e de baixa complexidade.

“A automação soluciona fatores críticos como investimento em estoque e espaço físico. Pode proporcionar um acréscimo de 1/3 na capacidade média de atendimento aos clientes e ainda valoriza o papel do profissional da farmácia. Afinal, ele deixa de assumir uma tarefa burocrática para atuar como um provedor de saúde para o paciente”, argumenta Souza.

Fonte: Redação Panorama Farmacêutico


Cadastre-se para receber os conteúdos também no WhatsApp  e no Telegram

Jornalismo de qualidade e independente
Panorama Farmacêutico tem o compromisso de disseminar notícias de relevância e credibilidade. Nossos conteúdos são abertos a todos mediante um cadastro gratuito, porque entendemos que a atualização de conhecimentos é uma necessidade de todos os profissionais ligados ao setor. Praticamos um jornalismo independente e nossas receitas são originárias, única e exclusivamente, do apoio dos anunciantes e parceiros. Obrigado por nos prestigiar!

Leia também: https://panoramafarmaceutico.com.br/brasil-entra-no-top-10-na-venda-de-medicamento-de-alta-complexidade/

Você pode gostar também

Esse site utiliza cookies para aprimorar sua experiência de navegação. Mas você pode optar por recusar o acesso. Aceitar Consulte mais informação