O maior canal de informação do setor

Brasil detém 60% do varejo farma latino-americano

707

Brasil detém 60% do varejo farma latino-americano

Com faturamento de US$ 70,3 bilhões nos últimos 12 meses até agosto, o varejo farmacêutico da América Latina cresceu 6,3% em relação ao mesmo período do ano anterior. E embora tenha, em dólares, um incremento bem inferior ao de países como Argentina, Chile e México, o Brasil já responde por 60% desse mercado.

As farmácias brasileiras estão bem à frente do México, cujas vendas representam 16,7% do total da região. Na terceira posição do ranking, a Argentina foi a que mais avançou, com 17,5% de evolução em dólares e 62,6% se considerada a moeda local. Mas chama a atenção o preço médio do medicamento aplicado por nossos vizinhos – US$ 11, contra US$ 6 da média do continente.

PARTICIPAÇÃO SOBRE VENDAS, EVOLUÇÃO EM US$ E NA MOEDA LOCAL

Brasil detém 60% do varejo farma latino-americano

E-commerce em alta

O e-commerce do varejo farmacêutico já representa US$ 1,5 bilhão em vendas na América Latina, 4,8% da venda total. No caso específico do Brasil, o share dessa categoria chega a 6%, sobretudo graças à operação das farmácias independentes e associativistas, que respondem por 40% do volume de negócios.

Participação e-commerce por país

País

E-commerce Redes Independ.

Associativ.

Brasil

6% 60% 10% 30%
México 4% 80% 0%

20%

Colômbia

1% 80% 0% 20%
Bolívia 4% 100% 0%

0%

Paraguai

4% 100% 0% 0%
Uruguai 4% 100% 0%

0%

Volume de e-commerce US$ bilhões

País

E-commerce Redes Independ.

Associativ.

Brasil

6% 605,1 100,8 302,5
México 4% 344,3

86,1

Colômbia

1% 19,8 5
Bolívia 4% 18,4

Paraguai

4% 12,2
Uruguai 4% 6,1

* Fontes: Close-Up e IQVIA

Você pode gostar também

Esse site utiliza cookies para aprimorar sua experiência de navegação. Mas você pode optar por recusar o acesso. Aceitar Consulte mais informação