fbpx

Crise obriga Cimed a adiar lançamentos

Cimed reavalia plano de lançamentos em 2020

Por conta da pandemia de Covid-19 e da possibilidade de não receber parte dos insumos importados da Índia, a partir de junho, a Cimed foi obrigada a rever a data de alguns lançamentos de medicamentos previstos para o segundo semestre.

Segundo o jornal Valor Econômico, o plano era colocar no mercado 40 medicamentos, entre novas moléculas e extensão 45de linha.

Segundo João Adibe, presidente da empresa, o insumo é 10 vezes mais preocupante que o reajuste de medicamentos. “O primeiro impacto na importação foi no frete. Já sentimos aumento, que foi em torno de 500%, isso porque a malha aérea no mundo inteiro diminuiu. Vamos pagar para não parar a produção. A alta nos custos é o grande dilema que vamos viver agora”, disse.

A Cimed produz 40 milhões de unidades por mês. “Sofremos por três meses com a situação da China, agora com a Índia. Hoje, não se envia nada de lá. O volume de embarque dos fornecedores indianos é grande para o mundo inteiro. A parada dessas exportações, lá na frente, vai trazer o desabastecimento na maioria dos mercados”, afirmou o executivo.

Adibe disse que quando a economia mundial entrar em recuperação, o Brasil pode ser preterido por fornecedores indianos e chineses nas compras de insumos farmacêuticos. “Talvez ocorra preferência por moedas fortes. É uma preocupação de quanto vai custar a matéria-prima com o mundo todo comprando o produto. O Brasil é o sétimo mercado mundial, há seis na nossa frente. E como vamos lidar com isso?”, questiona.

O executivo ressaltou que no primeiro trimestre a Cimed obteve receita de R$ 390 milhões, o que representa aumento de 12% em relação ao mesmo período do ano passado. “Vamos ter que reavaliar os nossos custos, com a alta do dólar nesse período e as matérias-primas. Para se ter uma ideia, 33% do nosso custo são os insumos importados.” A previsão de alcançar o faturamento de R$ 2 bilhões neste ano se mantém, segundo Adibe, mas o executivo, diz que 15% das vendas vêm dos lançamentos. “Como manter o negócio saudável perdendo margem?”

Fonte: Redação Panorama Farmacêutico

Cadastre-se para receber os conteúdos também no WhatsApp  e no Telegram

Jornalismo de qualidade e independente                                                                                                                                                                                O Panorama Farmacêutico tem o compromisso de disseminar notícias de relevância e credibilidade. Nossos conteúdos são abertos a todos mediante um cadastro gratuito, porque entendemos que a atualização de conhecimentos é uma necessidade de todos os profissionais ligados ao setor. Praticamos um jornalismo independente e nossas receitas são originárias, única e exclusivamente, do apoio dos anunciantes e parceiros. Obrigado por nos prestigiar!

Leia também: https://panoramafarmaceutico.com.br/2020/01/16/novo-diretor-comercial-no-grupo-ems/

Cadastre-se para receber os conteúdos também no WhatsApp  e no Telegram

Jornalismo de qualidade e independente O Panorama Farmacêutico tem o compromisso de disseminar notícias de relevância e credibilidade. Nossos conteúdos são abertos a todos mediante um cadastro gratuito, porque entendemos que a atualização de conhecimentos é uma necessidade de todos os profissionais ligados ao setor. Praticamos um jornalismo independente e nossas receitas são originárias, única e exclusivamente, do apoio dos anunciantes e parceiros. Obrigado por nos prestigiar!
Notícias relacionadas

Esse site utiliza cookies para aprimorar sua experiência de navegação. Mas você pode optar por recusar o acesso. Aceitar Consulte mais informação

viagra online buy viagra