Fique por dentro dos principais FATOS e TENDÊNCIAS que movimentam o setor

Como atualizar o PMC dos medicamentos na farmácia?

Acompanhe as principais notícias do dia no nosso canal do Whatsapp

Como atualizar o PMC dos medicamentos na farmácia?

A atualização do PMC dos medicamentos na farmácia pode ser uma ação interessante para capitalizar a demanda crescente de clientes no setor. Mas o assunto ainda é motivo de dúvida para muitos empreendedores.

O consultor Jiovanni Coelho, da SimTax. traz algumas orientações relevantes e reforça a importância de entender, em primeiro lugar, os conceitos de Preço de Fábrica (PF) e Preço Médio ao Consumidor (PMC).

O que é PF (Preço Fábrica)

PF, ou Preço Fábrica, é o valor máximo estabelecido pelo qual as Indústrias e Distribuidoras podem vender medicamentos.

O que é PMC (Preço Máximo ao Consumidor)

PMC, ou Preço Máximo ao Consumidor, é o limite de preço que o consumidor final deve pagar por um medicamento. Essa regra visa a garantir que os PDVs e grandes redes farmacêuticas sigam um padrão de preços que mantenha a acessibilidade dos medicamentos para o público.

PF e PMC: variações por alíquota estadual

É crucial enfatizar que, ao lidar tanto com o PF quanto com o PMC, é fundamental considerar as alíquotas específicas de cada estado. Coelho destaca a importância de verificar inicialmente a alíquota estadual correspondente para garantir uma precificação precisa e prevenir possíveis equívocos.

“Como exemplo, no estado de São Paulo, a alíquota interna para medicamentos é de 18%, enquanto que, para os genéricos, essa alíquota é reduzida para 12%. Permanecer atento a essas variações é essencial, pois podem impactar significativamente nos custos”, alerta

CMED x publicações: onde buscar o PMC dos Medicamentos?

Antes de tudo, é crucial compreender as dinâmicas dos preços no setor farmacêutico, especialmente aqueles determinados pela CMED e os divulgados em publicações como da ABCFARMA. No mercado, é importante ressaltar que o preço efetivo é determinado pelas revistas de alta circulação.

Apesar de a CMED definir os preços máximos permitidos, várias indústrias farmacêuticas optam por posicionar seus produtos com valores abaixo dos estabelecidos por essa normativa. Vale ressaltar que, legalmente, a farmácia pode enfrentar penalidades ao comercializar um produto por um preço superior ao anunciado na revista.

Notícias mais lidas

Notícias Relacionadas

plugins premium WordPress