fbpx

Cresce faturamento das farmácias, mas custos preocupam

faturamento das farmácias

A última enquete do Panorama Farmacêutico reforçou o otimismo do setor com os resultados do primeiro semestre de 2022. Mas o avanço no faturamento das farmácias vem acompanhado de uma carona indigesta e que preocupa os empresários – o aumento das despesas.

Dos 1.505 profissionais do segmento que se manifestaram, somente 23% afirmaram que suas empresas tiveram queda ou estagnação na receita. Em contrapartida, 39% revelaram que o faturamento e o volume de vendas registraram ampliação. Porém, outros 38% mencionaram alta na receita, mas também com elevação de custos.

Redes e associativismo puxam faturamento das farmácias

Tanto o grande varejo como o associativismo vêm sendo motores do faturamento das farmácias. O balanço semestral das 26 redes que integram a Abrafarma ainda não está fechado, mas os números de janeiro a maio são uma sinalização positiva.

A receita desse grupo de empresas totalizou R$ 31,17 bilhões no período, índice 15,6% superior ao do mesmo período do ano passado. Entre as categorias com maior evolução percentual estão os medicamentos isentos de prescrição (MIPs), com aumento de 19%. “A crescente preocupação com a imunidade ajuda a explicar a consolidação dos MIPs na lista de compras dos brasileiros. O consumidor assumiu outro patamar de maturidade e claramente demonstra mais aptidão ao autocuidado”, enfatiza Sergio Mena Barreto, CEO da Abrafarma. A operação de e-commerce também teve um salto de 34%, movimentando R$ 1,39 bilhão.

As 11 bandeiras da Farmarcas, com crescimento de 32,8%, vêm apostando na expansão orgânica. Os primeiros cinco meses do ano resultaram na abertura de 35 PDVs e outros 130 estão em processo de montagem. “Mais de 80% das lojas são erguidas por empresários que já têm uma farmácia associada. O interior de São Paulo, Paraná e a Bahia concentram boa parte das inaugurações”, observa o diretor geral Paulo Costa.

Efeito dominó dos custos

A consolidação das farmácias com a operação omnichannel solidificou a relevância das distribuidoras locais e regionais, cujo faturamento evolui acima da média das grandes atacadistas.

Mas o suporte do atacado farmacêutico não se limita à distribuição ágil dos produtos do pequeno e médio varejo. A tecnologia reforçou o setor como um hub financeiro do varejo e contribui para inadimplência média abaixo de 1%. As estratégias das distribuidoras incluem a adoção de pedidos eletrônicos e a incorporação de maquininhas de crédito nos PDVs, que permitem a antecipação de recebíveis.

No entanto, o benefício de ser um elo da cadeia farmacêutica pode se transformar em um risco nesse momento, em meio a um cenário que reúne inflação, crise dos combustíveis e turbulências internacionais.

Por um lado, a falta de insumos encarece o processo fabril da indústria, dificultando os prazos e os custos para o atacado. Na outra ponta, os varejistas tendem a ficar mais dependentes da distribuição no aspecto financeiro. “Nosso setor terá que conviver com fretes mais caros e ainda dispor de mais recursos para subsidiar as farmácias, o que gera um efeito dominó nos custos”, acredita o consultor Gílson Coelho.

Cresce faturamento das farmácias, mas custos preocupam

Nova enquete

A pandemia e as vendas multicanal expuseram limitações na cadeia de suprimentos e dificuldades no gerenciamento do estoque. Mas qual a maior angústia das farmácias brasileiras ao lidar com esse assunto? Queremos saber sua opinião na nova enquete que está no ar.

Fonte: Redação Panorama Famacêutico

Cadastre-se para receber os conteúdos também no WhatsApp  e no Telegram

Jornalismo de qualidade e independente O Panorama Farmacêutico tem o compromisso de disseminar notícias de relevância e credibilidade. Nossos conteúdos são abertos a todos mediante um cadastro gratuito, porque entendemos que a atualização de conhecimentos é uma necessidade de todos os profissionais ligados ao setor. Praticamos um jornalismo independente e nossas receitas são originárias, única e exclusivamente, do apoio dos anunciantes e parceiros. Obrigado por nos prestigiar!
Notícias relacionadas

Esse site utiliza cookies para aprimorar sua experiência de navegação. Mas você pode optar por recusar o acesso. Aceitar Consulte mais informação

viagra online buy viagra