Fique por dentro dos principais FATOS e TENDÊNCIAS que movimentam o setor

Medicamentos para infertilidade valem US$ 3,6 bi

Acompanhe as principais notícias do dia no nosso canal do Whatsapp

Medicamentos para infertilidade

Os medicamentos para infertilidade são cada vez mais buscados pelos consumidores. Uma em cada seis pessoas no mundo é infértil, segundo dados OMS. E isso vem agitando o mercado.

Em 2022, a categoria já movimentou US$ 3,6 bilhões, cifra que deve seguir crescendo. De acordo com previsões da Global Market Insights, esse mercado deve avançar 5,9% ao ano até 2032.

Tal demanda levaria o total movimentado por esses fármacos para a marca dos US$ 6 bilhões na próxima década. Muito do crescimento na demanda por medicamentos para infertilidade diz respeito ao envelhecimento da população.

Com pessoas cada vez vivendo mais, os problemas de fertilidade se tornam mais comuns e, por consequência, há mais procura por formas de reverter esses quadros.

Possíveis motivos para infertilidade

Dentre os motivos mais comuns para infertilidade nas mulheres estão:

  • Endometriose
  • Idade
  • Infecções
  • Ovário policístico

Já dentre os homens, os principais motivos são:

  • Fatores genéticos
  • Uso de anabolizantes
  • Varicocele
  • Vasectomia (quando há o desejo de reverter o processo)

Medicamentos para infertilidade podem frear com efeitos colaterais

A maioria dos medicamentos para infertilidade tem como ação a regulação dos níveis hormonais e, por muitas vezes, são compostos exatamente por hormônios.

O problema é que toda terapia hormonal vem seguida por efeitos colaterais, o que pode afastar muitos pacientes do tratamento. Dentre as possíveis reações adversas, estão:

  • Cansaço
  • Enjoo
  • Ganho de peso
  • Inchaço
  • Irritabilidade

Apesar desses incômodos, especialistas garantem que os tratamentos para fertilidade são seguros, quando realizados com acompanhamento médico.

Fatores que influenciam a fertilidade

Os casais que desejam ter filhos e não conseguem acabam se frustrando no processo. Vários são os pontos que geram apreensão quando o assunto é fertilidade, principalmente para aqueles que ainda não tiveram um diagnóstico.

Os hábitos alimentares, por exemplo, é um dos fatores que influenciam a fertilidade. Uma dieta regada a excessos, que gere sobrepeso, ou muito restritiva, que deixe a pessoa excessivamente magra, podem prejudicar a produção de óvulos e espermatozoides.

Confira outros fatores que interferem ou não na fertilidade.

Notícias mais lidas

Notícias Relacionadas

plugins premium WordPress