Fique por dentro dos principais FATOS e TENDÊNCIAS que movimentam o setor

Mercado farmacêutico da América Latina deve crescer 22%

Acompanhe as principais notícias do dia no nosso canal do Whatsapp

MERCADO FARMACÊUTICO DA AMÉRICA LATINAMercado farmacêutico, América Latina, medicamentos, indústria farmacêutica
Foto:Freepik

O mercado farmacêutico da América Latina, que movimenta anualmente US$ 197 bilhões (R$ 1,09 trilhão), é o que mais crescerá no mundo até 2027. É o que indica o relatório InFigures, produzido pela plataforma PharmaBoardroom. As estimativas apontam para um incremento médio acima de 22% no período.

O percentual é bem superior à média global de evolução esperada para o setor, na faixa de 7,8%. Os mercados desenvolvidos também deverão ter um avanço bem menos acelerado.

Mercado farmacêutico da América Latina x média
(avanço percentual projetado – 2003 a 2027)

graficos panorama farmaceutico
Fonte: PharmaBoardroom

Mercado farmacêutico da América Latina por país

O estudo ainda traçou uma radiografia do mercado farmacêutico da América Latina por país, com foco nos quatro líderes em faturamento – Brasil, México, Argentina e Colômbia.

  • Argentina

O mercado farmacêutico da Argentina movimentou US$ 6,3 bilhões (R$ 35 bilhões), sendo responsável pela produção de 753 milhões de unidades de medicamentos. No mesmo período, as exportações somaram o equivalente a US$ 884 milhões (R$ 4,9 bilhões). O país contabiliza 354 indústrias farmacêuticas, das quais 229 mantêm fábricas locais. O mercado emprega diretamente 43 mil colaboradores e ainda envolve 120 mil trabalhadores indiretos.

  • Brasil

O Brasil contabilizou faturamento de US$ 40,5 bilhões (R$ 223 bilhões), o que representa 5,7 bilhões de pacotes comercializados no período, segundo dados da Anvisa. A indústria farmacêutica concentra em seu portfólio 4.748 produtos, 13.817 apresentações, 2.001 ingredientes ativos e 505 classes terapêuticas.

  • México

As indústrias sediadas no México apresentaram receita de US$ 17,7 bilhões (R$ 97 bilhões) em 2023, um crescimento de 11% em relação ao mesmo período do ano anterior. O crescimento médio de 12% desde 2020 também merece destaque. O país sobressai principalmente pelo fluxo de exportações, que representam 63% do volume total apresentado pela indústria química, bem à frente de segmentos como bebidas e tabaco.

  • Colômbia

Em 2023, a Colômbia movimentou US$ 6,8 bilhões (R$ 37,9 bilhões). Dos medicamentos comercializados no país, 54% são importados e 46% contam com produção local. O setor emprega pouco mais de 49,8 mil colaboradores.

Região acelera crescimento com medicamentos de especialidades

Os medicamentos de especialidades, de maior valor agregado, vêm sendo determinantes para impulsionar o mercado farmacêutico da América Latina. E a indústria vem acompanhando essa tendência. Com incentivo especialmente dos laboratórios multinacionais, a região teve acesso a US$ 1,1 bilhão (R$ 5,6 bi) em pesquisa e desenvolvimento de medicamentos, sendo que 32% desses investimentos foram direcionados ao Brasil.

No caso do nosso país, o envelhecimento populacional vem puxando o gasto com remédios de alto custo. Dados do IBGE revelam que 32,9 milhões de brasileiros têm mais de 60 anos de idade, número que já é superior ao do de crianças de até nove anos. Em uma década, a parcela da população com essa faixa etária subiu de 11,3% para 14,7%.

Notícias Relacionadas

plugins premium WordPress
error: O conteúdo está protegido !!